Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Ciclistas 'instalam' ciclovia que havia sido suspensa por Doria na zona sul

.

FABRÍCIO LOBEL E GUILHERME SETO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um grupo de ciclistas pintou uma ciclovia na avenida Ricardo Jafet, na zona sul de São Paulo, entre o parque da Independência e a rua Santa Cruz. O trecho corresponde a ciclovia que havia sido prometida pela gestão do ex-prefeito Fernando Haddad (PT) e cuja implantação foi suspensa pela gestão João Doria (PSDB).

Além da pintura da ciclovia, os ativistas colocaram 50 balizadores (pinos de segurança) e colaram cartazes em que criticam a gestão Doria por ter suspendido a construção da ciclovia.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) disse que vai remover os itens instalados no local (veja Outro Lado abaixo).

"Pedestres e ciclistas como nós são vitimados todos os dias por causa da impunidade e da falta de infraestrutura adequada na cidade. Estamos organizados para exigir respeito às nossas vidas", diz um dos cartazes afixados em postes pelos ativistas.

Também foi pintado no muro do local um painel com flores amarelas, em referência a episódio em que uma ativista entregou flores a Doria, que as jogou no chão, em abril de 2017. Na ocasião, o prefeito disse que não aceitaria "intimidações".

Eles pintaram cerca de 1 km de ciclovia, um terço dos 3 kms previstos pela gestão Haddad.

Em fevereiro de 2017, a Prefeitura de São Paulo cancelou a via exclusiva para bicicletas após um novo superintendente da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) assumir o cargo.

Um pedaço de ciclovia chegou a ser pintado de vermelho junto ao muro da avenida Ricardo Jafet, mas a suspensão fez com que as obras não passassem desse estágio. À época, a CET afirmou que a ciclovia não havia sido submetida à revisão geral do plano cicloviário que estava em curso na gestão Doria.

"A ordem de serviço para a implantação da ciclovia da Avenida Ricardo Jafet foi dada em 29 de dezembro de 2016, nos últimos dias da gestão passada. A ordem de serviço foi confirmada em 6 de janeiro por um técnico da CET autorizado por um superintendente que havia sido nomeado na gestão passada e que já foi substituído?, afirmou à época.

Na manhã deste domingo, algumas pessoas já aproveitavam a novidade. A dona de casa Ana Fediczo, 37, levou suas duas filhas para um passeio de bicicleta.

"Achei uma bela iniciativa. Infelizmente a sociedade civil tem que tomar alguma iniciativa quando o Poder Público não faz nada. Tem ali uma obra prevista, tem dinheiro, e só não anda por politicagem", disse. 

A relação dos cicloativistas com a gestão Doria tem sido tensa. O prefeito é criticado por ter aumentado o limite de velocidade nas marginais, o que aumentaria os riscos de acidentes para os ciclistas e pedestres; e por construir menos ciclovias que seu antecessor, Haddad, que teve como uma de suas bandeiras à frente da prefeitura a construção de 400 km de ciclovias.

OUTRO LADO

Procurada pela reportagem, a CET disse que a ciclovia feita pelos ciclistas será removida do local por "trazer riscos aos ciclistas".

"Como os dispositivos de sinalização (cones e balizadores) implantados na Avenida Doutor Ricardo Jafet, no trecho entre a Praça do Monumento e a Rua Pero Correia (sentido Santos) não são oficiais e trazem riscos aos ciclistas, eles serão removidos. A CET estuda a melhor opção a ser implantada na região", disse. O órgão ainda destacou a implantação de novo plano de ciclovias desde o final de 2017.

"A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes trabalha para garantir o uso da bicicleta como meio de transporte sustentável na cidade, dando melhor utilidade à rede existente e garantindo a conectividade entre as rotas de bicicletas e os meios de transportes coletivos. 

No final de 2017, a Secretaria iniciou a implantação do novo plano de ciclovias da cidade de São Paulo com um novo padrão de sinalização e segurança previstos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), na Política de Mobilidade Urbana e no Plano Diretor Estratégico de São Paulo e padrões internacionais.

Esse novo modelo de sinalização já foi implantado pela CET nas ciclovias da Rua Líbero Badaró, Avenida Engenheiro Caetano Álvares e na Avenida Jabaquara. 

Nesses locais, foram instalados novos elementos de sinalização como tachões e linhas de segregação para dificultar a invasão dos carros e trazer mais segurança aos ciclistas."

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber