Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Geral

Trump chama paródia de Baldwin de medíocre e ator rebate

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator americano Alec Baldwin foi o alvo do dia dos ataques do presidente americano, Donald Trump, em seu perfil no Twitter. Trump classificou a carreira de Baldwin, que já venceu o Emmy e o Globo de Ouro e foi indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante, de moribunda e medíocre.

Baldwin, conhecido por não esconder suas opiniões políticas e pelo apoio declarado ao Partido Democrata, deu uma entrevista ao jornal The Hollywood Reporter na qual contou que era uma agonia parodiar o republicano no programa Saturday Night Live (SNL). "Toda vez que eu faço, é uma agonia. Agonia. Não consigo", disse o ator.

O republicano Trump não deixou por menos. "Alec Baldwin, cuja carreira moribunda e medíocre foi salva por sua terrível personificação de mim no SNL, agora diz que me interpretar é agonia", escreveu Trump. "Alec, agonia foi para as pessoas que tiveram que assistir."

Baldwin respondeu à altura. "Por mais agonia que seja, gostaria de continuar para fazer a audiência do impeachment, o discurso de renúncia e a viagem no helicóptero de despedida", tuitou o ator. "Sabe como é, as coisas legais. Todos nós esperamos por isso."

O artista também deu uma alfinetada na primeira-dama, Melania Trump. "Sr. Presidente... por favor, peça à sua esposa para parar de me ligar para pedir entradas para o SNL."

POLÊMICAS

A participação de Baldwin no programa como uma versão do Donald Trump seria apenas durante o período eleitoral americano, mas acabou se estendendo. A imitação de Trump por Baldwin fez com que o "Saturday Night Live" tivesse a estreia mais alta do show desde 2008.

Em dezembro de 2016, Donald Trump discutiu com Alec Baldwin pelo Twitter por não concordar com o esquete do programa. "Eu tentei assistir ao 'Saturday Night Live', mas é impossível. Totalmente tendencioso, não é engraçado, e a imitação de Baldwin não poderia ficar pior. Triste", escreveu o republicano em seu perfil oficial na rede.

A resposta de Baldwin veio pouco tempo depois. "Divulgue seu imposto de renda que eu paro de imitá-lo", declarou.

Durante as eleições, Trump rompeu uma tradição pró-transparência mantida por postulantes à Casa Branca e não tornou pública sua declaração de imposto de renda. Na época, o noticiário americano afirmava que ele devia cerca de US$ 700 mil (R$ 2,24 milhões) -o que ele sempre negou.

O programa aproveitou a situação e fez um esquete fazendo alusão justamente à mania de Trump de usar o Twitter para fazer anúncios importantes, além de retuitar usuários -como um menino de 16 anos sem qualquer relevância.

Em novembro de 2016, quando Baldwin protagonizou um esquete ironizando o presidente eleito pela primeira vez após a eleição do empresário, Trump reclamou que o programa era parcial e pediu direito de resposta.

Baldwin respondeu que um humorístico deve ter liberdade de expressão e não existe direito de resposta nesse caso.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber