Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Geral

PM mata sete suspeitos de explodir caixas eletrônicos no interior de SP

.

MARTHA ALVES E LUÍS FREITAS

CAMPINAS, SP E SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Sete suspeitos de pertencer a uma quadrilha de explosão de caixas eletrônicos foram mortos por policiais militares na região de Campinas (93 km de São Paulo), por volta das 21h30 desta quarta-feira (28).

A equipe do Baep (batalhão de ações especiais da PM) abordou a quadrilha na estrada municipal Dona Isabel Fragoso Ferrão, que liga a rodovia Dom Pedro I (SP-065) ao distrito de Joaquim Egídio.

A Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima de que uma quadrilha iria explodir caixas eletrônicos na cidade de Joanópolis (112 km de São Paulo). Para fugir da fiscalização nas rodovias, ainda de acordo com a denúncia, os criminosos utilizariam estradas na zona rural da região.

Com as informações, os policiais montaram um cerco na estrada municipal Dona Isabel Fragoso Ferrão para interceptar a quadrilha. Segundo a PM, os suspeitos estavam em dois carros, não obedeceram a ordem de parada e reagiram atirando contra os policiais, que revidaram.

O tiroteio aconteceu próximo à ponte sobre o Rio Atibaia, a cerca de 200 metros do acesso à estrada Dom Pedro. O local tem apenas propriedades rurais, e foi escolhido pela quadrilha justamente para não chamar atenção.

Na troca de tiros, sete suspeitos foram baleados e morreram no local. Outros dois integrantes do grupo conseguiram fugir. Nenhum PM ficou ferido.

Os militares apreenderam máscaras, coletes à prova de balas, fuzis, submetralhadoras, pistolas, munição e explosivos.

Os carros usados pelos criminosos foram apreendidos e levados para o 4º Distrito Policial de Campinas, o responsável pelas investigações. No Renault Captura, dois tiros atingiram o vidro traseiro. No Fiat Strada, a porta do passageiro ficou danificada por ao menos dois disparos.

DEZ MORTOS NO MORUMBI

Em setembro, uma tentativa de roubo a uma casa no Morumbi, região nobre da capital paulista, terminou com dez suspeitos mortos.

Os criminosos, que estavam fortemente armados, faziam parte de uma quadrilha especializada em assaltos a casas de luxo no bairro -o grupo já era monitorado pela Polícia Civil antes da ocorrência.

Os suspeitos foram abordados por policiais quando deixavam uma residência na rua Pureus. Dentro da casa havia três adultos e uma criança. Houve intensa troca de tiros.

Nenhum policial morreu no tiroteio, mas quatro acabaram levemente feridos por estilhaços. Um carro com ao menos quatro criminosos conseguiu fugir.

No final daquela noite de 3 de setembro, o cenário era de corpos espalhados pelo asfalto em quatro ruas diferentes do bairro.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber