Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Geral

Temporal deixa ao menos três mortos e espalha caos no Rio

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ao menos três pessoas morreram no Rio de Janeiro após um temporal acompanhado de fortes ventos, entre a noite de quarta (14) e a madrugada desta quinta-feira (15).

A capital fluminense ainda registrou alagamentos em vias importantes, deslizamentos de terra, quedas de árvores e problemas na energia elétrica. Um trecho da ciclovia Tim Maia, na zona oeste, desabou.

Segundo os bombeiros, no bairro de Quintino, na zona norte da capital fluminense, um homem e uma mulher morreram soterrados por volta das 2h40 desta quinta.

Marcos Garcia, 59, e Judina Magalhães, 62, não resistiram aos ferimentos causados por um deslizamento de terra. No local, um idoso, identificado como Alamir Cesar, 90, chegou a ter parte do corpo soterrado, mas ele foi resgatado com vida pelos bombeiros e levado para um hospital.

A terceira vítima foi Nilcimar dos Santos, 48, que foi atingido por uma árvore na rua Recife, em Realengo, também na zona oeste.

As zonas norte e oeste foram as mais afetadas pelo temporal. Em apenas uma hora, a estação Barra/Rio Centro registrou 123,2 mm de volume de chuva, o equivalente a 119% do esperado para todo o mês de fevereiro, segundo o COR (Centro de Operações Rio).

ESTADO DE CRISE

Na madrugada, a cidade chegou a ficar aproximadamente cinco horas em estado de crise o terceiro nível em escala de três para alagamentos e deslizamentos. Por volta das 5h30, ela voltou ao estágio de atenção.

Cerca de 20 árvores, quatro delas de grande porte, caíram em diversas regiões da cidade. No centro, uma árvore de grande porte caiu sobre um táxi na avenida Gomes Freire, no bairro da Lapa. Ninguém ficou ferido.

Moradores da zona oeste estavam sem fornecimento de energia elétrica até pelo menos o meio da madrugada. A Light, empresa responsável, informou que árvores caíram sobre as redes e que funcionários da empresa faziam reparos no local.

Por volta das 3h, tinham sido registrados ao menos 12 pontos de alagamentos em várias regiões. Bolsões de água se formaram na praça da Bandeira e na região da Barra da Tijuca, prejudicando o trânsito. Também houve trechos de alagamentos intransitáveis no mergulhão Billy Blanco, na avenida Maracanã e na Linha Amarela.

Por segurança, foram acionadas as sirenes de 76 comunidades nas regiões de Jacarepaguá, Grande Tijuca e zona norte da cidade. Os moradores também foram orientados por agentes comunitários e da Defesa Civil a se dirigirem a pontos de apoio.

A previsão do tempo para as próximas horas é de pancadas de chuvas isoladas de intensidade fraca a moderada, de acordo com o Alerta Rio.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber