Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Carnaval de SP reuniu 5,1 milhões de pessoas, afirma prefeitura

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Carnaval de São Paulo reuniu 5,1 milhões de pessoas nos quatro dias de folia, entre sábado (10) e terça (13), segundo a gestão Doria (PSDB). O número inclui o público dos blocos de rua, dos palcos e dos desfiles das escolas de samba no Anhembi.

A primeira estimativa da folia divulgada pela prefeitura abarcou o último final de semana do pré-Carnaval, quando foram contados quatro milhões de pessoas nas ruas distribuídas em 187 desfiles entre os dias 3 e 4 deste mês.

O prefeito, postulante à vaga de candidato do PSDB ao governo do Estado de São Paulo, tem propagandeado estimativas como uma espécie de aperitivo para um possível "recorde" a ser batido pela cidade com o "maior Carnaval do Brasil".

De acordo com a prefeitura, no sábado (10), 1,6 milhão de pessoas circularam nas ruas da cidade. Já no domingo (11), o público foi de 1,4 milhão. A segunda-feira (12) ajuntou 1,1 milhão de pessoas e outras 850 mil participaram dos desfiles na terça (13).

A reportagem mostrou que a contagem de Doria foi feita a partir de um apanhado de dados de fontes distintas -como os próprios blocos-, e sem nenhuma metodologia uniforme de contagem.

A prefeitura diz, no entanto, que a movimentação de foliões foi monitorada por agentes da Secretaria de Prefeituras Regionais, da CET (Companhia de Engenharia do Tráfego) e da GCM (Guarda Civil Metropolitana), por meio de drones.

23 DE MAIO

Ainda segundo a prefeitura, apenas a avenida 23 de Maio, novo polo da folia paulistana, agregou mais da metade do público:  2,6 milhões de foliões passaram pela avenida em sete desfiles.

Anunciada como solução para evitar tumulto em bairros residenciais, os cortejos, no entanto, levaram transtornos a moradores e a pacientes internados em hospitais da região da Aclimação, Bela Vista e Paraíso.

O entorno da avenida tem ao menos seis grandes centros médicos. Com janelas voltadas para a 23 de Maio,o Beneficência Portuguesa, na rua Maestro Cardim, foi um dos mais afetados.

"As crianças choravam, ficavam irritadas. E o vidro até tremia", lembra a administradora Manu Ferreira Lopes, 26, mãe de uma bebê de dois meses internada no local.

No domingo (11), quando quatro megablocos passaram pela via, a garota se recuperava de duas paradas cardíacas sofridas no dia anterior.

NÃO ACABOU

O Carnaval oficial paulistano seguirá até o dia 18 de fevereiro e tem a previsão de agregar mais 104 desfiles. 

Entre sábado (10) e terça-feira (13), aplicou multa a 113 após serem flagrados fazendo xixi em lugares irregulares nas regiões de Sé, Vila Mariana e Pinheiros. 

A fiscalização contra os "mijões" foi intensificada nesse Carnaval. Em vigor desde novembro, a multa  é de R$ 500.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber