Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Com reggae na bateria, Tatuapé é destaque no 1º dia do Carnaval de SP

.

GUILHERME SETO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Atual campeã do Carnaval paulistano, a Acadêmicos do Tatuapé mostrou na madrugada deste sábado (10) que não tem a menor intenção de deixar o título de 2018 passar para as mãos de outra escola. A escola da zona leste da capital escolheu o Maranhão como tema e foi soberana em todos os quesitos: alegorias, evolução, fantasias, bateria, entre outros.

A Mancha Verde e a Rosas de Ouro fizeram apresentações competentes, mas ficaram distantes do que a Tatuapé levou à avenida.

Quinta escola a entrar no Sambódromo do Anhembi, a Tatuapé exaltou o Maranhão a partir de diversos aspectos. Em seu primeiro carro, falou do encontro da cultura francesa com a abundância da natureza local. Cheio de verde e de plantas, o carro deu o tom colossal do desfile da escola.

O Estado nordestino foi abordado também pela força da cultura negra e pelo folclore popular, como o "bumba-meu-boi" e os cultos afro-brasileiros.

A bateria foi outro destaque da Tatuapé, que inovou ao incorporar a batida do reggae à percussão, fazendo referência ao gosto maranhense pelo estilo musical jamaicano.

CONCORRÊNCIA

A Mancha Verde foi a escola que mais empolgou os torcedores presentes. A escola, fruto da maior torcida organizada do Palmeiras, distribuiu bandeiras, que foram chacoalhadas durante todo o tempo.

A escola prestou homenagem ao grupo de samba carioca Fundo de Quintal, e contou sua história desde o bloco carnavalesco de Cacique de Ramos, no Rio até os dias de hoje. Os membros do grupo compareceram ao desfile.

A escola foi regular em todos os critérios, especialmente no samba, bem cadenciado, e na evolução, que aconteceu sem qualquer problema, de maneira harmoniosa.

Além de tratar de Cacique de Ramos, a Mancha abordou outros aspectos, como os ilustres que já passaram pelo grupo, como Jorge Aragão e Arlindo Cruz.

A Rosas de Ouro, heptacampeã do Carnaval, fez uma homenagem ao caminhoneiro brasileiro, abordando sua religiosidade, seus hábitos, seu cotidiano e seu gosto pela música sertaneja.

O samba foi um ponto alto: o conjunto de cordas por vezes mimetizava uma viola caipira, remetendo ao sertanejo; e a dupla de sucesso Maiara e Maraisa puxou o desfile e ainda foi destaque em um dos carros.

"Foi uma das melhores sensações que tive na vida. Não sabia que o público nos abraçaria desse jeito, com tanto calor. É algo comparado ao que eu vivo nos shows, talvez até melhor. O show que a avenida deu foi maravilhoso. Vimos uma coisa incrível. O enredo da Rosas é maravilhoso", disse Maraisa.

A tradicionalíssima escola fez um desfile correto, com discretos problemas de acabamento nas fantasias, mas mesmo assim ficou distante da exuberância da atual campeã.

SUPERAÇÃO

Outro destaque da noite foi a Acadêmicos do Tucuruvi. Após incêndio em janeiro que comprometeu 90% de suas fantasias, a escola não demonstrou sequelas do acidente e fez bonita apresentação, com carros luxuosos e muita emoção na pista.

A bateria deu o tom da performance da Tucuruvi. Um surdo muito potente levantou a arquibancada, que vibrou bastante com enredo que de antemão podia criar a expectativa de algo maçante: os museus do mundo.

A escola saiu da avenida ovacionada. Por decisão da liga de escolas de samba, a Tucuruvi não participará da competição. A ideia que surgiu como mecanismo de proteção à escola depois do incêndio já começava a parecer, para alguns de seus membros, como possível impeditivo à conquista de um título em 2018.

A Independente Tricolor, que fez sua estreia no Grupo Especial neste sábado (10), viu seu carro abre- alas quebrar logo no início do desfile. O carro teve que ser rebocado, e isso fará com que a escola perca 1,2 ponto na apuração, segundo informou a Liga das Escolas de Samba de São Paulo.

PROGRAMAÇÃO

Na noite deste sábado (10) começa o segundo e último dia de desfiles do Carnaval de 2018 em São Paulo.

X-9, Império de Casa Verde, Mocidade Alegre, Vai-Vai, Gaviões da Fiel, Dragões da Real (vice em 2017) e Vila Maria se apresentarão. O evento começará às 22h30, e a última escola entrará na avenida às 5h.

A apuração está prevista para terça (13), às 16h15.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber