Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

Personalidades apoiam Uma Thurman após acusações a Weinstein e Tarantino

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Diversas personalidades de Hollywood, entre elas a atriz Jessica Chastein e o comediante Judd Apatow, manifestaram apoio a Uma Thurman após a atriz fazer denúncias contra o produtor Harvey Weinstein e o cineasta Quentin Tarantino em um depoimento ao "New York Times". À publicação, Thurman acusou Weinstein de ter cometido abuso sexual contra ela e Tarantino de ser conivente com os casos e de tê-la obrigado a realizar uma perigosa cena de carro que resultou em uma lesão.

A atriz de "Kill Bill" também contou ter levado um cuspe na cara do cineasta durante uma cena do clássico filme em que é estrangulada com uma corrente.

"Fico imaginando Tarantino cuspindo na cara de Uma e a estrangulando com uma corrente para 'Kill Bill'. Quantas das imagens de mulheres na mídia que celebramos mostram abusos? Quando isso virou 'entretenimento' normalizado?", publicou Chastein nas redes sociais.

A atriz completou dizendo que diretores vão além dos limites quando se inserem em cenas de abuso e que é um problema usar violência contra mulheres como um dispositivo do enredo para fortalecer os personagens.

"Não se trata de empoderamento ser espancada e estuprada, ainda assim muitos filmes fazem disso seu momento de 'fênix' para as mulheres. Nós não precisamos sofrer abusos para nos tornar poderosas. Nós já somos", disse Chastein, chamando Thurman de uma "guerrilheira".

A modelo, atriz e cantora italiana Asia Argento, uma das primeiras mulheres a se insurgirem contra Weinstein, fez uma das críticas mais incisivas contra os acusados.

"Weinstein e Tarantino, que par! Um estuprador em série e um quase assassino. Não é nenhuma piada o que esses criminosos abomináveis fizeram contra Uma Thurman, antes e depois de 'Kill Bill'. Eles puseram a vida dela, a dignidade dela e a sanidade dela em perigo. Ardam no inferno, seus doentes", escreveu Argento.

Também em uma publicação nas redes sociais, o produtor e comediante Judd Apatow acusou Tarantino de ter ignorado as denúncias de Daryl Hannah contra Weinstein. "Eles a botaram fora da turnê de imprensa. Ninguém a ajudou. E agora Tarantino vai fazer um filme sobre Polanski. Por que alguém está financiando isso? É por isso que Weinstein não foi detido. $$$$."

Nesta segunda-feira (5), Uma Thurman publicou nas redes sociais a cena do acidente de carro. "As circunstâncias desse evento foram negligenciadas ao ponto da criminalidade", disse. "Mas não acredito, no entanto, que com intenção maliciosa".

"Quentin Tarantino ficou profundamente arrependido e continua repleto de remorso por esse acontecimento triste, [ele] me deu a filmagem anos depois para que eu pudesse expô-la e fazê-la ver a luz do dia, por mais que esse seja provavelmente um evento pelo qual a justiça nunca será possível", escreveu a atriz. "Ele também o fez com total conhecimento de que isso pudesse causá-lo danos pessoais, e tenho orgulho dele por ter feito a coisa certa e por sua coragem."

Para a atriz, no entanto, a encoberta dos fatos, que atribui aos produtores Lawrence Bender, E. Bennett Walsh e Harvey Weinstein, é imperdoável.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber