Mais lidas
Geral

Justin Timberlake faz show 'certinho' e homenageia Prince no Super Bowl

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cantor Justin Timberlake foi a atração do show do intervalo do Super Bowl 52, neste domingo, em Minneapolis. No entanto, diferentemente da apresentação que fez no Super Bowl 38, em fevereiro de 2004, o ex-líder da banda Nsync passou longe de polêmicas

Na ocasião, Timberlake se apresentou ao lado de Janet Jackson, em performance marcada por um problema na roupa da cantora –o seio direito de Janet chegou a ser exposto na transmissão. O incidente gerou um grande debate moral entre o público norte-americano.

Desta vez, no US Bank Stadium, o astro foi mais comportado. No principal momento da apresentação, cantou acompanhado de um holograma de Prince – a imprensa norte-americana chegou a divulgar na véspera que a imagem havia sido vetada por familiares do cantor, morto em 2016.

Desta forma, Timberlake abriu o show ao som de Filthy e subiu ao palco ao lado de bailarinos interpretando "Rock your body". Em seguida, emendou trechos de outros sucessos, como "Señorita" e "Cry me a river". “Coloquem os celulares para cima, Minneapolis. Vamos iluminar esta noite”, pediu o astro enquanto se encaminhava para um piano. Ali, interpretou 'I Would Die 4U', acompanhado das imagens de Prince -não por coincidência, a música é uma das faixas do disco Purple Rain, lançando por Prince em 1984. Por fim, encerrou com o sucesso "Can't stop the feeling!".

No jogo, quem vinha dando show até então era o Philadelphia Eagles. Na decisão da temporada 2017 da NFL, o time chegou ao intervalo vencendo o New England Patriots por 22 a 12.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber