Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Geral

Prévia da folia é aprovada, e falha só muda de endereço

.

MARIANA ZYLBERKAN E MARINA CONSIGLIO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com um total de 187 blocos nas ruas da cidade no final de semana, a prévia do Carnaval de São Paulo foi aprovada nos quesitos adesão, trânsito, limpeza e segurança, com alguns escorregões nos desfiles de sábado (3) e domingo (4).

O principal gargalo ficou concentrado na região de Pinheiros, que reuniu problemas que, em anos anteriores, pertenciam à Vila Madalena, fechada pelo segundo ano consecutivo com grades e seguranças particulares que controlavam a entrada de foliões e proibiam o comércio ambulante de bebidas.

Com isso, o perímetro do largo da Batata até a avenida Pedroso de Morais se transformou em uma "passarela do álcool", com um ambulante a cada metro. A concentração de isopores lotados de cerveja, garrafas de catuaba e latinhas de vodka colocou a avenida Brig. Faria Lima no epicentro da confusão.

Em especial no sábado, a saída da estação local do metrô não parou de despejar foliões. Era preciso ter paciência para sair da estação. O tumulto crescia por causa dos ambulantes que se aglomeravam nas diferentes saídas. À tarde, o fluxo intenso causou confusão na linha 4-amarela, e a concessionária teve que acionar esquema de emergência e chamar reforço. Os acessos foram fechados, e houve empurra-empurra.

Já na região do Ibirapuera, no sábado, com Alceu Valença e Elba Ramalho, e no domingo, com o Monobloco, o acesso à área de concentração foi controlada por cavaletes e seguranças -esses revistavam os foliões e barravam a entrada de garrafas de vidro e objetos cortantes.

Ao longo do final de semana, com maior infraestrutura de banheiros químicos, foi raro ver pessoas fazendo xixi nas ruas. Este é o primeiro Carnaval após sanção da lei que multa em R$ 500 quem for pego urinando em local público --segundo a prefeitura, 50 pessoas foram multadas.

No domingo, 50 banheiros químicos em uma das entradas do parque não deram conta. A fila era de 20 minutos.

Em balanço, a gestão João Doria (PSDB) informou que nenhum incidente grave foi registrado no final de semana e que as dispersões ocorreram dentro do programado, entre 20h e 22h.

A adesão do público às principais atrações deste fim de semana deve confirmar a expectativa de este ser o maior Carnaval de rua já registrado na cidade. No domingo (4), Pedro Luís, fundador do carioca Monobloco, se surpreendeu com a multidão diante do Ibirapuera. "É nosso maior desfile", disse.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber