Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Geral

Alceu Valença e Elba Ramalho transformam Ibirapuera em bloco de PE

.

MARIANA ZYLBERKAN

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Alceu Valença e Elba Ramalho transformaram o Ibirapuera no Carnaval de Pernambuco. Pela primeira vez na folia paulistana, a cantora homenageou a cidade de São Paulo e cantou o hit Sonífera Ilha, dos Titãs, em ritmo de Carnaval.

Já Alceu, pela quarta vez no Carnaval de São Paulo, disse que a folia paulistana não perde em nada para a folia pernambucana. "Me sinto mais paulistano do que nunca", disse, antes de subir no trio.

O desfile reuniu pernambucanos que vivem na capital paulista. A empresária Gil Viana, 38, mora há dois anos em São Paulo e disse surpresa com o Carnaval da cidade. "Não achei que os paulistanos fossem ser tão ousados nas fantasias", disse ela, que foi pro bloco com uma máscara de Ivete Sangalo.

Fã de Alceu, o menino Cauê, 10, usou uma fantasia de boi-bumbá feita por seu pai pernambucano. "Viemos matar saudades da terra", disse a mãe, Fernanda Branco.

MOBILIDADE URBANA

Mais de cem blocos tomam as ruas e avenidas de São Paulo neste final de semana (3 e 4), o último antes do Carnaval. Por causa dos foliões, as vias serão fechadas nas regiões dos desfiles.

Para não ser pego de surpresa, confira a lista com os principais pontos de interdição e as respectivas rotas alternativas. Acesse a relação completa no site da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) ou pelo telefone 1188.

CARNAVAL MAIOR

Com 491 blocos cadastrados pela prefeitura, este deve ser o maior Carnaval de rua já registrado na capital de São Paulo. São esperados 4 milhões de foliões no período que começa neste sábado e vai até o dia 18, último dia do pós-Carnaval.

O número de blocos é cerca de 30% maior do registrado no ano passado, quando desfilaram 381 agremiações pela cidade.

Para dar vazão ao número recorde de foliões, a gestão Doria concentrou as atrações que costumam atrair multidões em vias largas, como o Largo da Batata e a avenida 23 de Maio, para tentar diminuir o incômodo aos moradores dos bairros que costumam reunir blocos, como a Vila Madalena.

O Carnaval de rua de São Paulo é considerado o segundo maior do país, só perde para o Rio de Janeiro, onde são esperados 6 milhões de foliões neste ano.

A folia cada vez maior também se reflete em números. A prefeitura recebeu patrocínio de R$ 20 milhões para organizar a festa neste ano. Em 2017, o orçamento foi de R$ 15 milhões.

Na verba, estão incluídas a instalação dos 21 mil banheiros químicos, construção de cinco palcos com atrações pela cidade, ambulâncias e segurança privada.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber