Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Geral

e Maio será teste para SP copiar Salvador

.

MARIANA ZYLBERKAN

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito João Doria (PSDB) disse que a concentração de megablocos na avenida 23 de Maio, novidade deste Carnaval, é um teste para instituir na cidade de São Paulo um circuito comercial nos moldes da folia de Salvador.

"É um teste que nós vamos fazer. Adoro o Carnaval da Bahia", afirmou o prefeito nesta quarta-feira (31).

A via, que já abrigou desfiles no ano passado, irá receber neste algumas das atrações mais esperadas, como o bloco de Claudia Leitte. O trecho entre os viadutos Pedroso e Santa Generosa, com 1,4 km, irá receber 500 mil pessoas por dia, diz a prefeitura.

A estratégia é criticada por um grupo de organizadores de blocos -para quem, ao criar um circuito comercial, que abre espaço para a venda de abadas e entradas para camarotes, o caráter espontâneo e democrático da festa de rua fica de lado.

"É um modelo saturado. Tende a ter uma confusão entre os interesses públicos e privados", diz Gabriel Silveira, do Vai Quem Qué, que sai em Pinheiros desde 1981.

Em julho, a prefeitura passou a gestão dos desfiles de Carnaval de rua para a secretaria das Prefeituras Regionais, em detrimento da pasta da Cultura. A troca tem resultado em maior ingerência da gestão em relação aos trajetos e horários dos desfiles.

A gestão Doria afirmou que a medida foi devido à expansão do evento e possibilitou que o debate sobre os desfiles fosse feito de forma descentralizada, entre moradores e organizadores de blocos.

O Carnaval com regras mais rígidas foi confirmado em outubro, quando a gestão publicou um decreto para "disciplinar" o desfile. O texto prevê multa para o bloco que desrespeitar o limite de horário de dispersão, fixado até as 20h, e que estenda o desfile por mais de cinco horas.

Este será o primeiro Carnaval com a lei municipal que multa (R$ 500) quem for flagrado fazendo xixi nas ruas. Segundo a prefeitura, 485 agentes vão estar nas ruas para fazer a fiscalização nos dias de festa. Os funcionários terão apoio da GCM e da PM.

VILA MADALENA

Assim como nos anos anteriores, o "miolo" da Vila Madalena, na zona oeste, vai ficar mais uma vez de fora do cronograma dos desfiles.

O quadrilátero vetado aos blocos é entre as ruas Wisard, Girassol, Inácio Pereira da Rocha e Simão Alvares. Haverá controle de acesso das 11h às 17h, quando não será mais permitida a entrada de foliões.

O comércio local está sendo orientado pela prefeitura regional de Pinheiros a encerrar as atividades às 20h durante os dias de Carnaval.

O quadrilátero será restrito a 5.000 pessoas, e seguranças privados irão barrar a entrada com garrafas de vidro e bebidas alcoólicas.

Neste ano, está prevista a distribuição de 21 mil banheiros químicos durante o Carnaval de rua de São Paulo.

O número é 50% maior do que o do ano passado, e o percentual acompanhou na mesma proporção o crescimento dos desfiles dos blocos na cidade. Neste ano, a prefeitura afirma esperar 4 milhões de foliões durante a apresentação de 491 blocos. No ano passado, foram 381.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber