Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Geral

Helicóptero cai na orla do Recife e mata duas pessoas

.

JOÃO VALADARES E KLEBER NUNES

RECIFE, PE (FOLHAPRESS) - Duas pessoas morreram na queda de um helicóptero à serviço da TV Globo, em Pernambuco, nesta terça-feira (23). O acidente ocorreu na praia do Pina, zona sul do Recife, por volta das 6h15.

O Globocop, como é chamada a aeronave usada pela Globo, caiu minutos antes de fazer uma transmissão ao vivo para o "Bom Dia Pernambuco" sobre a forte chuva que atingia a cidade.

Em nota, a TV Globo lamentou o acidente. "Estamos todos muito tristes com essa fatalidade. A empresa é nossa parceira. Deixo aqui a nossa solidariedade às famílias das vítimas", disse Iuri Leite, diretor da Globo Nordeste.

A aeronave caiu a 30 metros da costa onde a profundidade não passa de três metros. Banhistas ajudaram a resgatar os corpos do mar antes dos bombeiros e do Samu.

O piloto, Daniel Galvão, 33, e a supervisora de voo, Lia Maria Abreu de Souza, 34, morreram na hora. Lia era sargento da Aeronáutica. Segundo a Força Aérea Brasileira, ela não estava em missão oficial e voava a convite da empresa Helisae, dona do helicóptero. Único sobrevivente, o operador de câmera Miguel Brendo Pontes Simões, 20, foi levado para o Hospital da Restauração. Com fratura no rosto, braços e fêmur, chegou à unidade com sangramento no tórax. Segundo o hospital , até a conclusão desta edição, permanecia em estado grave.

Daniel e Miguel eram funcionários da Helisae. O piloto, considerado experiente, tirou licença para pilotar nos Estados Unidos e a revalidou no Brasil em 2011. Ele tinha cerca de 1.300 horas de voo. "Eu sempre dizia pra ter cuidado na estrada quando estava dirigindo e ele respondia que eu não me preocupasse porque ele morreria voando", diz o pai do piloto, Geraldo Galvão.

Segundo a Helisae, na terça (16), a aeronave passou por inspeção anual. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) informou que o helicóptero estava apto a voar.

Uma equipe do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) iniciou as apurações. A Polícia Federal também vai investigar. O prazo para conclusão do inquérito é de 90 dias.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber