Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Geral

Filha de Woody Allen quer que artistas se digam cúmplices em caso de assédio

.

SILAS MARTÍ

NOVA YORK, EUA (FOLHAPRESS) - Dylan Farrow, a filha adotiva de Woody Allen, quer que celebridades que trabalharam com o pai reconheçam ser cúmplices dele no caso de assédio sexual que ela diz ter sofrido quando era criança.

"Não tenho raiva deles. Espero que, como tantos deles têm defendido os movimentos #MeToo e Time's Up, que eles reconheçam sua cumplicidade e se responsabilizem por perpetuar essa cultura do silêncio em sua indústria", disse Farrow, na segunda parte de uma entrevista ao canal CBS, que acaba de ir ao ar.

Nas últimas semanas, uma série de atores vêm lamentando e pedindo desculpas por terem participado de filmes de Allen, entre eles Rebecca Hall e Timothée Chalamet, de "A Rainy Day in New York", próximo do filme do cineasta que deve estrear neste ano.

Outros, no entanto, saíram em defesa do diretor. Alec Baldwin disse que o "repúdio" a Woody Allen e seu trabalho é "triste" e "injusto". "Trabalhei com ele três vezes e foi um dos privilégios da minha carreira", escreveu o ator numa mensagem no Twitter.

Baldwin lembrou que Allen já foi investigado pelos supostos crimes relatados por Dylan Farrow e nenhuma prova de abuso foi encontrada.

Em sua primeira manifestação depois da exibição da entrevista de Farrow, o cineasta declarou, em nota à CBS, que o caso foi investigado por duas entidades independentes que "concluíram que nenhum abuso ocorreu" e que os indícios eram que "uma criança vulnerável havia sido treinada pela mãe raivosa a contar a história durante uma separação contenciosa".

"O irmão mais velho de Dylan, Moses, disse que testemunhou a mãe deles fazendo isso, treinando Dylan para que pensasse que seu pai era um perigoso predador sexual", escreveu Allen. "Parece ter funcionado e tenho certeza que Dylan acredita mesmo no que ela está dizendo."

Woody Allen disse também que a "família Farrow está usando a oportunidade oferecida pelo movimento Time's Up de forma cínica para repetir essa alegação desacreditada". "Nunca molestei minha filha, como já concluíram todas as investigações."

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber