Mais lidas
Geral

Coreias debatem criação de seleção unificada de hóquei nas Olimpíadas

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após o acordo entre Seul e Pyongyang para garantir a participação norte-coreana nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, em fevereiro, os dois países agora debatem a criação de uma seleção unificada para disputar o torneio feminino de hóquei no gelo na competição.

A ideia foi divulgada nesta sexta-feira (12) pelo vice-ministro de Cultura, Esporte e Turismo da Coreia do Sul, Roh Tae-kang. Ele defendeu a proposta em entrevista à agência de notícias Yonhap.

Segundo Roh, o governo sul-coreano apresentou a proposta de um time unificado durante a reunião entre representantes dos dois países que aconteceu na última terça-feira (9), na qual o Norte se comprometeu a participar dos Jogos Olímpicos.

O encontro marcou o primeiro diálogo oficial entre os países desde dezembro de 2015. Logo após a reunião, Seul sugeriu publicamente que as duas Coreias desfilassem unificadas na cerimônia de abertura, como já ocorreu nas Olimpíadas de Verão de Sydney-2000 e Atenas-2004.

Eles, porém, não haviam mencionado a proposta de unificar as seleções de hóquei. Pyongyang ainda não respondeu se vai desfilar ao lado dos sul-coreanos na abertura ou se aceita a criação do time unificado.

Há dois atletas norte-coreanos classificados para a competição, a dupla de patinadores Ryom Tae-ok e Kim Ju-sik, mas outros podem ser convidados pelo COI (Comitê Olímpico Internacional).

Caso a proposta seja aceita pelo Norte, a seleção unificada será mais um gesto simbólico na reaproximação entre os países, que começou a tomar forma no dia 1º, quando o ditador Kim Jong-un manifestou em discurso a vontade que seu país participasse dos Jogos Olímpicos.

O governo sul-coreano respondeu na sequência elogiando a ideia e propondo a reunião da última terça.

Também nesta sexta, o governo sul-coreano propôs uma nova rodada de conversas com os norte-coreanos para a segunda (15). O objetivo do encontro seria acertar os detalhes da participação do Norte nas Olimpíadas.

O governo sul-coreano espera que, com a aproximação pelo esporte, seja capaz de estabelecer um canal de comunicação para diminuir a tensão na península devido aos testes nucleares e lançamentos de mísseis de Pyongyang.

HÓQUEI

Apesar da importância simbólica de uma seleção unificada, nenhum dos dois países tem tradição no hóquei no gelo feminino.

As norte-coreanas ocupam atualmente a 25ª posição no ranking mundial (que tem 38 seleções) e disputam o equivalente à terceira divisão mundial. Já as sul-coreanas estão em 22º lugar e conquistaram em 2017 o acesso para disputar a segunda divisão.

Nenhuma das duas seleções já disputou a primeira divisão, equivalente ao mundial da categoria, ou já participou dos Jogos Olímpicos -na edição de 2018, a Coreia do Sul recebeu uma vaga automática por ser o país-sede.

As principais forças da modalidade são os EUA, líder do ranking, e o Canadá, atual tetracampeão olímpico.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber