Mais lidas
Geral

Ao perguntar sobre choro de criança, síndica é assassinada por vizinha com facadas no pescoço

.

Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa
Foto: Pixabay/Imagem ilustrativa

A noite de Natal foi fatídica para a síndica de um prédio no Bairro Parque São José, em Belo Horizonte (MG). Ludmilla Rivas da Silva, 37 anos, foi até o apartamento de sua vizinha Rayanne Maia Marques, 27 anos, questionar por qual razão o filho dela de dois anos chorava sem parar, mas morreu após ser ferida no pescoço por golpes de faca desferidos por Rayanne. O homicídio aconteceu pouco antes das 20 horas. A vítima ainda chegou a ser encaminhada ao Hospital João XXIII, mas não resistiu às lesões.

A faca usada no crime foi apreendida e a agressora levada para a Central de Flagrantes da Polícia Civil. O filho dela ficou sob os cuidados dos avós.

A briga teria começado depois que a síndica foi até o apartamento da suspeita para saber o motivo do choro constante da criança de 2 anos. Foram os moradores quem acionaram à PM. 

Impedida por vizinhos
A suspeita tentou fugir, mas foi impedida pelos vizinhos.  De acordo com relatos dos vizinhos, a briga entre a síndica e a suspeita eram constantes, uma vez que a mãe tinha o costume de deixar a criança sozinha no apartamento. 

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber