Mais lidas
Geral

Receita libera nesta sexta consulta ao 7º e último lote de restituição do Imposto de Renda 2017

.

Receita libera nesta sexta consulta ao 7º e último lote de restituição do Imposto de Renda 2017 - Foto: sindcontrn
Receita libera nesta sexta consulta ao 7º e último lote de restituição do Imposto de Renda 2017 - Foto: sindcontrn

A Receita Federal vai liberar a partir das 9h desta sexta-feira (08) as consultas ao sétimo lote do Imposto de Renda de Pessoas Físicas de 2017. Este lote também inclui restituições residuais de 2008 a 2016.

O sétimo lote de restituição do IRPF 2017 contempla 1.897.961 contribuintes, totalizando mais de R$ 2,8 bilhões.

O crédito bancário para 2.038.984 contribuintes será realizado no dia 15 de dezembro, totalizando R$ 3.108.036.433,66. Desse total, R$ 102.818.561,35 referem-se aos contribuintes que têm preferência de receber os valores, sendo 23.775 são idosos e 3.331 têm alguma deficiência física, mental ou alguma moléstia grave.

Consulta
Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve fazer a consulta no site da Receita. A consulta também pode ser feita pelo telefone 146.

A Receita também oferece aplicativos para tablets e smartphones, que permitem a consulta às declarações do Imposto de Renda.

O prazo para envio da declaração de IR 2017 terminou às 23h59 de 28 de abril. A Receita informou ter recebido 28.524.560 de declarações.

Malha fina
Quem não aparecer nos sete lotes regulares do IR, pagos até dezembro deste ano, está automaticamente na malha fina do Leão.

Quando entram na malha fina, as declarações dos contribuintes ficam retidas para verificação de pendências e eventual correção dos erros. As restituições são pagas somente após a questão ter sido resolvida – nos chamados lotes residuais do Imposto de Renda.

No fim do ano passado, a Receita Federal informou que 771 mil declarações estavam retidas na malha fina do IR de 2016 devido a inconsistências nas informações prestadas.

Nos últimos anos, a omissão de rendimentos foi o principal motivo para cair na malha fina, seguido por inconsistências na declaração de despesas médicas.

Para saber se está na malha fina, os contribuintes podem acessar o "extrato" do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

Para acessar o extrato do IR é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

Após verificar quais inconsistências foram encontradas pela Receita Federal na declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora.

Quando a situação for resolvida, o contribuinte sai da malha fina e, caso tenha direito, a restituição será incluída nos lotes residuais do Imposto de Renda.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber