Mais lidas
Geral

ATUALIZADA - Três brasileiros são resgatados de ilha destruída pelo Maria

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Ministério das Relações Exteriores informou nesta sexta (22) que três brasileiros foram resgatados de Dominica, no Caribe, uma das ilhas mais devastadas pela passagem do furacão Maria.

Segundo o Itamaraty, eles foram retirados da ex-colônia britânica por um helicóptero do Exército da Venezuela, que os levou para Santa Lúcia. O governo de Michel Temer lamentou as mortes e os danos causados pelo furacão.

"O governo expressa sua gratidão ao governo da Venezuela, que proporcionou helicóptero militar para traslado seguro dos brasileiros até Santa Lúcia num gesto de boa vontade", diz o ministério.

Com 73 mil habitantes, Dominica foi o território com o maior número de mortes após a passagem do fenômeno: 15. O Maria ainda provocou danos em Porto Rico, República Dominicana, Haiti e no território francês de Guadalupe.

No território porto-riquenho, onde houve seis mortes, mais de 3,4 milhões ficaram sem luz e 85% das antenas de celular vieram abaixo. Dos 68 municípios, 40 estão incomunicáveis desde quarta (20).

O governo do Estado livre associado dos EUA informou que levará meses para recuperar toda a estrutura energética e telefônica. As autoridades tiveram que retirar 70 mil pessoas do noroeste da ilha devido ao risco de um dique se romper --na região, choveu 381 mm em 24 horas.

Até a noite de sexta, o Maria havia deixado 27 mortos no Caribe. Além dos 21 em Dominica e Porto Rico, três pessoas perderam a vida no Haiti, duas em Guadalupe e uma na República Dominicana.

De acordo com o Centro Nacional de Furacões americano, o fenômeno passava às 17h locais (18h em Brasília) a 185 km a leste da costa das Bahamas, com ventos de até 205 km/h e movendo-se a uma velocidade de 15 km/h.

Porém, a estimativa do órgão até a conclusão desta edição é de que o fenômeno rumasse para mar aberto a partir da tarde deste sábado (23).

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber