Mais lidas
Geral

Em nota, PT reitera apoio a Maduro e defende legitimidade da Constituinte

.

CATIA SEABRA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O PT divulgou nesta sexta-feira (22) uma nota em que defende a legitimidade da Assembleia Constituinte venezuelana.

Convocada pelo líder Nicolás Maduro, a Constituinte tem amplos poderes. A oposição contestou o critério de votação, alegando que o modelo beneficiaria o chavismo, e boicotou a eleição.

Nesta sexta-feira, após uma reunião exclusivamente destinada à situação da Venezuela, o PT decidiu fazer uma manifestação pública de apoio a Maduro.

A defesa da Assembleia Constituinte encabeça a resolução divulgada após a reunião do diretório nacional petista, ocorrida em São Paulo.

Segundo a nota, "a profunda crise que o Brasil vive não pode ser desvinculada dos graves conflitos que ocorrem no cenário continental e global".

E, ainda segundo o documento, "a busca, pelos EUA e outras potências hegemônicas, de uma saída para a sua própria crise econômica, não resolvida desde 2007/08, se desdobra em uma crise de dominação política, com agressões que põem seriamente em risco a paz e a segurança dos povos".

"Na América Latina, um dos mais graves aspectos da ofensiva conservadora é o ataque aberto do governo Trump à soberania da Venezuela, com a cumplicidade do governo Temer e outros governos subordinados, que se recusam a reconhecer a legitimidade de instituições democraticamente eleitas como a Assembleia Constituinte e o direito do povo venezuelano à autodeterminação. Em toda a América Latina os partidos progressistas e os movimentos populares lutam pelas mesmas causas: democracia, soberania e justiça social e não se deixam abater".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber