Mais lidas
Geral

Fiscais interditam sala de imprensa no Rock in Rio por 'riscos à saúde'

.

AMANDA NOGUEIRA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Dezenas de jornalistas e fotógrafos que chegaram à Cidade do Rock na tarde desta quinta-feira (21) foram impedidos de entrar na sala de imprensa.

O espaço onde se concentram os profissionais havia sido interditado na manhã por fiscais do Ministério do Trabalho "devido à risco grave e iminente à segurança e à saúde dos trabalhadores".

"A medida foi tomada após a fiscalização verificar irregularidades em relação a proteções coletivas para o risco de choque elétrico na estrutura metálica da referida tenda montada para o evento, mais especificamente, quanto ao Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA) e aterramento", comunicou a assessoria de comunicação do ministério por e-mail.

Entre as irregularidades apontadas pelo grupo responsável pela ação fiscal, estavam a falta de identificação dos quadros de distribuição no projeto elétrico, falta de diagramas unifilares indicando os circuitos elétricos, acesso de pessoas não autorizadas aos quadros de distribuição, fiação na área de circulação de pessoas, barramentos expostos nos quadros de distribuição de energia e falta de Dispositivo Residual (DR) para áreas úmidas.

A organização do Rock in Rio afirmou desconhecer uma ação do Ministério no local e disse que se tratava de uma manutenção rotineira.

Os jornalistas chegaram a ser transferidos para a área VIP do evento, de onde foram prontamente retirados quando o espaço que passava por manutenção foi liberado, por volta das 16h.

No comunicado, o ministério afirma que "a equipe do Rock in Rio já cumpriu com todas as exigências".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber