Mais lidas
Geral

Mulheres são o 'eixo forte' do disco 'Salvavidas de Hielo', diz Jorge Drexler

.

TÁSSIA KASTNER

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de ter dividido o microfone com Caetano Veloso, no disco lançado em 2014, Jorge Drexler elegeu apenas vozes femininas para "Salvavidas de Hielo".

São elas as mexicanas Julieta Venegas e Natalia Lafourcade, e a chilena Mon Laferte. Para o uruguaio, elas são o "eixo forte" do disco.

"Elas têm uma força e uma identidade interpretativa muito grandes, e também uma força midiática. Elas combinam muito a popularidade com qualidade", diz.

Mas ele diz que as participações não são apenas femininas, ao contrário do que a audição do álbum faz parecer. Nos violões, Drexler convidou o também mexicano David Aguilar. "Ele talvez seja meu compositor favorito do México, e o que melhor pode ser compreendido no Brasil."

A explicação para a quantidade de convidados daquele país é simples: as músicas foram gravadas lá.

"Eu fiz um disco no México porque tinha vontade de conhecer melhor o país. Eu espero que o próximo projeto tenha a oportunidade de gravar no Brasil."

Mas afirma que conhece bem o país até que bem. Em 2014, ele passou uma temporada mais longa por aqui gravando a série Encontros no Brasil, patrocinada pela Embratur, para promover destinos turísticos nacionais antes da Copa do Mundo.

Ainda para agradar os fãs brasileiros, Drexler aproveitou a conversa com a reportagem para dizer que havia gravado, na primeira semana de setembro, uma parceria com Carlinhos Brown. Depois se arrependeu porque não sabia se poderia ter contado a novidade.

"Escreva que a minha alegria é tão grande que não consigo guardar segredo."

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber