Mais lidas
Geral

Filho de Trump aceita responder senadores sobre encontro com russa

.

ISABEL FLECK

WASHINGTON, EUA (FOLHAPRESS) - O filho mais velho do presidente Donald Trump concordou em responder as perguntas dos senadores em sessão fechada no Congresso sobre o seu encontro com uma advogada russa durante a campanha eleitoral.

Donald Trump Jr. será sabatinado pelos membros do Comitê de Justiça do Senado, após uma longa negociação, em data ainda não revelada. Os parlamentares estão em recesso, mas retornam ao trabalho na próxima semana.

Em julho, o "New York Times" revelou que o filho do presidente havia se reunido, em junho de 2016, com uma advogada russa com conexões com o Kremlin, num encontro do qual participaram também Jared Kushner, genro e assessor de Trump, e Paul J. Manafort, o homem então à frente da campanha de Trump.

Donald Trump Jr. confirmou a reunião na Trump Tower, mas mudou a versão sobre seu conteúdo em menos de 24 horas. Primeiro, ele disse que a advogada Natalia Veselnitskaya queria discutir a suspensão, por Moscou, do programa para a adoção de crianças russas.

Depois, ele admitiu que marcou o encontro para receber informações que poderiam prejudicar a campanha da democrata Hillary Clinton. Segundo Trump Jr., Veselnitskaya fez apenas declarações "vagas, ambíguas e sem sentido".

O encontro de junho foi marcado por intermédio do cantor pop Emin Agalarov, considerado uma estrela na Rússia e filho do bilionário Aras Agalarov, que tem relações próximas com o presidente Vladimir Putin.

A família Agalarov foi importante patrocinadora na Rússia, em 2013, do Miss Universo, uma marca das organizações Trump. Após o concurso, eles ainda assinaram um acordo preliminar para construir uma Trump Tower em Moscou, mas as negociações estão paralisadas desde que o americano entrou na disputa à Presidência.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber