Mais lidas
Geral

ATUALIZADA - Confronto após condenação de guru mata ao menos 29 na Índia

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Pelo menos 29 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas no norte da Índia durante violentos protestos nesta sexta (25), após um tribunal condenar o líder de um grupo espiritual por estupro.

O guru Gurmeet Ram Rahim Singh, 50, foi considerado culpado de estuprar duas seguidoras em 2002, na sede de seu movimento Dera Sacha Sauda, na cidade de Sirsa.

Os confrontos começaram em Panchkulano, no Estado de Haryana, onde centenas de seguidores do guru se reuniam quando a sentença saiu. Eles então atacaram estações de trem, postos de combustível e veículos de emissoras de televisão. Policiais usaram gás lacrimogêneo e jatos d'água para dispersar a multidão.

No Estado de Punjab, um toque de recolher foi imposto em distritos considerados redutos do Dera Sacha Sauda. "Houve violência em algumas cidades em Punjab. Nós estamos tomando todas as medidas para manter a paz", disse o ministro chefe do Estado, Amarinder Singh.

Protestos aconteceram também em Nova Deli e no Estado vizinho de Rajasthan.

Aproximadamente 15 mil soldados foram mobilizados para reforçar a segurança e conter os manifestantes. Cerca de mil membros do Sacha Sauda foram detidos.

Singh negou as acusações e, em uma mensagem de vídeo, pediu a seus simpatizantes que evitem violência. Mas um de seus advogados, AK Dhir, afirmou que os seguidores têm "todo o direito" de expressarem indignação.

Singh foi levado sob custódia e permanecerá em uma prisão na cidade de Rohtak, até a sua audiência de sentença na segunda (28).

OSTENTAÇÃO

O líder espiritual é conhecido por seu gosto por roupas chamativas e joias. Em 2002, o ex-primeiro-ministro indiano Atal Biahri Vajpayee recebeu uma carta anônima na qual uma mulher acusava o guru de estupro.

A polícia, entretanto, demorou para encontrar as vítimas, que só apresentaram queixa formal em 2007.

Em 2015, o líder foi acusado também de ter incentivado 400 de seus discípulos a se castrarem para ficarem mais próximos dos deuses.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber