Mais lidas
Geral

Ciência não terá recursos reduzidos em relação a 2016, garante Kassab

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, garantiu nesta terça (22) que os recursos destinados à ciência no ano de 2017 serão os mesmos do ano passado. “A lei do teto impede receitas adicionais. Estamos muito confiantes na sensibilidade da equipe econômica para que entenda esta área como prioridade no crescimento do país e na superação da difícil conjuntura econômica que vivemos.” As informações são da Agência Brasil.

De acordo com o ministro, no ano de 2016, a ciência brasileira recebeu grande atenção. “Nós não tivemos recursos contingenciados [em 2016], muito pelo contrário. Tivemos o melhor ano da história do ministério.” Kassab participou do evento Ferramentas de Apoio para Inovar nas Indústrias, na sede da Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo), na capital paulista.

INTERVENÇÃO NA OI

O ministro informou que não descarta uma intervenção no Grupo Oi ao final do prazo da recuperação judicial. “Não descarto, como ministro, como cidadão. Mas não vou fazer uma afirmação categórica, porque isso pode causar uma inquietação no mercado, na sociedade brasileira.” “É evidente que não queremos a intervenção, todos sabem disso. Queremos que a Oi consiga superar e solucionar os seus problemas. Estamos atentos, preparados para uma intervenção. Caso seja necessário, acontecerá, mas até o momento não tivemos indicativos que demonstrassem a necessidade”, disse Kassab.

O Grupo Oi requereu a recuperação judicial em 20 de junho de 2016, com base na Lei de Recuperação Judicial e Falências. O pedido foi deferido em 29 de junho de 2016 pelo juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber