Mais lidas
Geral

Compositora de 'Despacito' diz que música não pode ser usada fins políticos

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A compositora panamenha Erika Ender, 42, é a mulher por trás do sucesso "Despacito", que ultrapassou mais de 3 bilhões de visualizações no YouTube. Assim como o cantor Luis Fonsi, ela diz que não aprovou o uso da música para fins políticos. O hit estava cotado para ser jingle da campanha de Nicolás Maduro, para promover uma assembleia constituinte na Venezuela.

"Quando lançamos uma música, ela se torna do mundo e não podemos proibir nada. Agora usá-la para propaganda política, sem permissão, não", disse a cantora em entrevista à jornalista Mariana Godoy, no programa "Mariana Godoy Entrevista", da RedeTV!, na sexta (11) passada

A música, conhecida na voz de Luis Fonsi e Daddy Yanke, também conta com uma versão de Justin Bieber, e continua em 1º no Top 100 da Billboard, mesmo depois de 6 meses de seu lançamento. Além disso, a composição é a primeira música em espanhol desde "Macarena" a chegar no topo das paradas nos EUA.

Erika não quer compactuar com a campanha de Maduro e, por isso, não endossou o uso da música como jingle eleitoral. "O fato de ter uma obra que faço parte gerando dor em alguém é ruim. Há muitas pessoas morrendo, falta de liberdade de expressão, famílias se separando, então isso me dói", disse ela.

A cantora panamenha não esperava pelo grande retorno financeiro com o sucesso do single. "Já tenho 25 anos de carreira e obviamente vivo disso e vivo bem. Mas 'Despacito', de todos nós que estamos envolvidos, ninguém esperava o que está acontecendo e ninguém esperava tanta grana", disse ela.

Sobre a letra, Erika explica que se preocupou em elogiar a mulher de forma educada e respeitosa. O gênero da música, conhecido como "urbano" costuma retratar a figura feminina sob um tanto quanto machista.

"Não tenho problema com gêneros, mas tenho problema com a mensagem que está dentro dele, esse costuma ser um pouco agressivo com a mulher e sou uma mulher de valores. Por isso era muito importante para mim entrar na tendência, sabendo respeitar com algo de classe. Se formos reparar, chega a ser uma poesia", disse.

A entrevista completa pode ser vista no site do programa "Mariana Godoy Entrevista", da RedeTV!

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber