Mais lidas
Geral

Episódio morno prepara clímax da temporada de 'Game of Thrones'

.

SÓ PODE SER REPRODUZIDA NA ÍNTEGRA E COM ASSINATURA

GUILHERME GENESTRETI

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de dois episódios em que a ação finalmente engatou, o quinto capítulo da sétima temporada "Game of Thrones" se resumiu a muito conchavo e uma ou outra surpresa. E terminou literalmente às portas do que promete ser o clímax do ano. Atenção aos SPOILERS.

Após a ofensiva devastadora promovida pelos aliados de Daenerys e, principalmente por seu dragão, as tropas dos Lannister são forçadas a se render.

Obviamente, Jaimie se safou por um triz de ter sido assado pelos monstros, o que era óbvio -alguém realmente pensou que o personagem mais complexo da série morreria assim?

Mais uma vez, o seriado não mostrou lógica alguma na forma como seus personagens percorrem longas distâncias, e não demorou muito para que ele estivesse de volta a Porto Real e lá descobrisse que vai ser pai outra vez -sim, sua irmã, Cersei, está grávida. E ela não quer mais camuflar a natureza incestuosa de sua relação.

O terceiro irmão Lannister, o anão Tyrion, é convencido a propor um armistício, prontamente aceito por Cersei, que aposta na estratégia de manter seus inimigos ainda mais próximos do que os amigos.

Já Jon Snow finalmente deixou a Ilha do Dragão para voltar ao Norte e enfrentar os Outros. Ufa, "Game of Thrones" finalmente deu a ele e a Tyrion algo que fazer depois de vários episódios de pasmaceira.

Outro ponto alto: quem orbita em torno de Daenerys anda preocupado com sua impetuosidade. A mãe dos dragões não teve dó em cozinhar o pai e o irmão de Samwell Tarly, aliados dos Lannister, que recusaram uma rendição. Com nuances, a personagem fica muito mais interessante do que quando se entrega ao discurso motivacional de salvadora dos oprimidos.

Em Winterfell, as relações entre as irmãs Stark, Arya e Sansa, foram para o vinagre. As ambições da mais velha foram confrontadas pela caçula, ainda que essa tenha dado algumas mostras de irracionalidade estratégica ao propor que Sansa fosse mais intransigente.

Quem retorna, depois de temporadas ausente, é o ferreiro Gendry Baratheon, outro dos bastardos da série. Resgatado de Porto Real sem grandes dificuldades por Sor Davos, ele se junta aos homens de Snow.

Os três cruzaram boa parte do território de Westeros sem grandes delongas, trajetória que em outras temporadas tomaria vários episódios. Em seus últimos capítulos, "Game of Thrones" parece querer amarrar as pontas soltas com rapidez digna de capítulo final de novela.

Esse núcleo, aliás, se provou o maior balaio de gatos: além de Gendry, pinçou também Jorah Mormont, recuperado de sua doença, e o Cão de Caça. Juntos, eles terminam o episódio cruzando a Muralha com Snow, o selvagem Tormund e os outros dois integrantes da Irmandade sem Bandeiras.

As poucas cenas mostradas do próximo capítulo, com o grupo enfrentando Os Outros na nevasca, foram superiores a todo o episódio que passou.

AVALIAÇÃO: BOM

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber