Geral

Trump diz que ameaças à Coreia do Norte podem ter sido insuficientes

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (10) que suas declarações sobre a Coreia do Norte pode não ter sido "duras o suficiente" e fez novas ameaças a Pyongyang.

Segundo Trump, a Coreia do Norte deveria estar "muito nervosa" por ter ameaçado os EUA porque "vão acontecer coisas que o país nunca pensou serem possíveis". Mais cedo, Pyongyang menosprezou alertas do presidente norte-americano e divulgou planos detalhados para atacar a ilha americana Guam.

"Melhor a Coreia do Norte ficar esperta ou vai estar em problemas como poucas nações estiveram", disse Trump.

A troca de ameaças entre os países se intensificou após Trump dizer que os EUA vão responder com "fogo e fúria" às ameaças do ditador Kim Jong-un. A declaração aconteceu após reportagem do "Washington Post" dizer que o governo norte-americano tem a informação de que a Coreia do Norte produziu uma ogiva nuclear miniaturizada, que poderia ser inserida em seus mísseis.

Em relação à China, Trump voltou a dizer que o país poderia fazer "muito mais" para pressionar Pyongyang a por fim a seu programa de armas nucleares.

Também nesta terça, entretanto, um destróier da Marinha dos EUA desafiou Pequim ao navegar o Mar do Sul da China em ação que pode atrapalhar os esforços para conter Pyongyang.