Mais lidas
Geral

Ciclista acha fóssil de dinossauro de quase um metro no interior de SP

.

MARCELO TOLEDO

RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - Ao sair para fazer trilha na zona rural de Monte Alto (a 356 km de São Paulo), o comerciante André Giacherini, 23, nem imaginava o que iria descobrir. Parou para esperar um amigo descer um trecho do percurso e, ao olhar para o lado, encontrou algo suspeito.

Começou a tirar a terra que encobria o objeto e, amante da paleontologia e conhecedor da fama da cidade, suspeitou de imediato se tratar de fósseis de dinossauro. Em seguida, acionou o Museu de Paleontologia de Monte Alto.

Uma força-tarefa de técnicos de escavação e paleontólogos foi ao local para recolher os fósseis. Após estudos, os especialistas confirmaram que a ossada era de um animal herbívoro da família dos titanossauros, com comprimento entre 15 e 16 metros, que provavelmente viveu há 80 milhões de anos. O fóssil encontrado tinha 90 cm comprimento e cerca de 60 cm de largura, segundo a paleontóloga Sandra Aparecida Simionato Tavares, diretora do museu.

"Poderia passar batido se fosse alguém que não gosta de paleontologia. Sorte que foi ele que encontrou e desconfiou", disse a diretora.

Giacherini, que pela primeira vez fazia trilha no local, disse que chegou a ficar em dúvida ao encontrar o fóssil. "Ao limpar a terra, encontrei um pedaço de uns 25 cm, só a superfície. Aí avisei o museu e foram escavar. Todos ficamos impressionados com o tamanho dele", disse. A retirada do fóssil ocorreu no último dia 26.

Ele vai se juntar aos cerca de 500 fósseis já catalogados existentes no museu. A primeira descoberta ocorreu em 1984 e, assim como a mais recente, se deu por acaso.

"A cidade teve uma forte chuva e a menina, à época, saiu para procurar um bezerro que tinha sumido quando viu uma marca totalmente branca na rocha. Ele foi coletado no ano seguinte", disse a diretora.

Um grande campo de fósseis no município foi encontrado em 1997 e impulsionou as escavações em busca de fósseis de dinossauros na cidade.

EXPLORAÇÃO

"Estamos em cima de rochas que contêm fósseis, isso é fato. Em alguns pontos, a rocha sedimentar aflora, começa a se desgastar e os fósseis aparecem."

A partir da descoberta de Giacherini, o local em que o fóssil foi descoberto será pesquisado por paleontólogos. "A esperança é de que haja mais lá."

O museu de Monte Alto, que completou 25 anos neste ano, está fechado para reformas desde abril do ano passado. A previsão é que seja reaberto a visitação até o final deste ano, após reformas que pretendem deixa-lo também mais didático, além de acessível a todos. O investimento total é de cerca de R$ 400 mil.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber