Mais lidas
Geral

'Isso não me deixa envergonhado', diz Aaron Carter ao assumir bissexualidade

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cantor norte-americano Aaron Carter, 29 —irmão mais novo de Nick Carter, 37, cantor dos Backstreet Boys—, assumiu sua bissexualidade em uma carta publicada em sua conta do Twitter, na noite de sábado (5). "Isso não me deixa envergonhado, é só um peso, um fardo que carrego há muito tempo", escreveu ele.

"Eu cresci em meio a essa indústria do entretenimento desde muito jovem e quando eu tinha em torno de 13 anos, comecei a achar meninos e meninas atraentes".

Aaron também é cantor e, assim como o irmão, começou sua carreira cedo. Os covers de New Kids on the Block e Beach Boys deram fôlego para a composição de faixas inéditas. Em 2001, o álbum "Oh Aaron" alcançou a sétima posição na Billboard.

O cantor revela que só aos 17 anos, depois de algumas relações com mulheres, teve uma relação com outro homem. "Eu tive uma experiência com um homem por quem eu sentia atração e com quem eu também trabalhava e crescia junto", diz ele.

No dia seguinte à publicação, o assessor de Aaron confirmou em nota ao site "E! News" o fim do relacionamento de um ano do cantor com Madison Parker. "Aaron e Madison se amam e se respeitam. Foi uma decisão mútua e a declaração de Aaron fala por si só."

No dia 16 de julho deste ano, Aaron e Madison foram presos por dirigirem sob o efeito de drogas. O cantor, que estava no volante, só foi liberado após pagar uma multa de US$ 4,610 (aproximadamente R$ 14,5 mil). Em sua carta, Aaron diz que encontrou na música seu "paraíso seguro". "Para mim a música sempre foi um templo", escreve ele. Em nota, seu assessor reforçou que o cantor está na ativa: "Agora ele está de volta à música!".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber