Mais lidas
Geral

Sobe para 32 número de suspeitos presos após série de ataques no Acre

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Subiu para 32 o número suspeitos presos após uma onda de ataques de criminosos em Rio Branco (AC) e em cidades do interior do Estado, registrados no sábado (5) e no domingo (6). Ao menos 23 presos foram transferidos para um regime mais rígido.

Durante a onda de ataques no final de semana, quatro ônibus foram incendiados, três deles em Rio Branco e um em Feijó. Os criminosos também incendiaram um quiosque, em Tarauacá, e tentaram um ataque frustrado contra a garagem da Prefeitura de Sena Madureira.

Segundo a secretaria de Segurança, os criminosos teriam agido em retaliação ao bloqueio do sinal de celular no Complexo Penitenciário Francisco D'Oliveira Conde, em Rio Branco.

Desde a noite de domingo (6), mais de 400 policiais militares, civis e bombeiros reforçam a segurança nas ruas por tempo indeterminado. O Bope (Batalhão de Operações Especiais) também está dentro do complexo penitenciário da capital para evitar qualquer conflito.

"Aumentamos nosso contingente nas ruas e encaminhamos parte dos militares aos transportes de uso coletivo. Com o trabalho desenvolvido, conjuntamente com as demais forças de segurança, iremos retornar à situação de paz e tranquilidade em todo o Estado", disse o comandante-geral, Júlio César dos Santos.

Outra medida adotada pelo Sisp (Sistema Integrado de Segurança Pública) foi reforçar o pedido para que os postos de combustíveis não vendam gasolina em recipientes.

Apesar do aumento do efetivo policial nas ruas, nesta segunda (7) ainda foram registrados um princípio de incêndio em uma casa vazia e uma tentativa de assassinato. Duas motocicletas roubados foram recuperadas.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber