Mais lidas
Geral

Governo diz que dobrará Bolsa Família em áreas de violência do Rio de Janeiro

.

GUSTAVO URIBE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, anunciou nesta quinta-feira (3) que será dobrado o valor mensal do Bolsa Família em áreas de risco da cidade do Rio de Janeiro.

Em entrevista à imprensa, ele afirmou que serão beneficiadas famílias com jovens que participem de programa federal de contraturno escolar que será lançado em locais com altos índices de violência na capital fluminense.

De acordo com ele, a expectativa é de que o aumento favoreça 40 mil famílias. Como a média do benefício pago no Rio de Janeiro é de R$ 150, a estimativa é que a iniciativa tenha um impacto de cerca de R$ 6 milhões por mês.

"Nós estamos falando de 50 mil jovens, praticamente 40 mil famílias. É temporário até que a situação grave diminua de intensidade", disse.

O programa que será lançado pelo governo federal irá oferecer a jovens atividades esportivas e de capacitação profissional, durante o contraturno escolar, em 27 unidades militares.

"A ideia é que todo sistema turístico ofereça cotas de vagas para esses jovens, tanto para estágio quanto para emprego. Nós vamos atuar em áreas como Complexos do Alemão, da Maré, do Chapadão e da Penha", disse.

Ele afirmou que o serviço também deverá ser oferecido às cidades fluminenses de São Gonçalo, Caxias e Nova Iguaçu.

Nas últimas semanas, o Rio de Janeiro tem enfrentado uma onda de violência. O número de mortes violentas no primeiro semestre deste ano (3.457) cresceu 15% em relação ao mesmo período de 2016.

Foi o pior primeiro semestre desde 2009 (3.893). A região onde essas mortes mais aumentaram foi a Baixada Fluminense (23%), conjunto de 13 municípios, com 3,7 milhões habitantes, na região metropolitana.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber