Mais lidas
Geral

ATUALIZADA - Ataque em hospital de Nova York deixa feridos e ao menos um morto

.

MARCOS AUGUSTO GONÇALVES

NOVA YORK, EUA (FOLHAPRESS) - Um ataque deixou seis pessoas feridas e uma morta no hospital libanês Mount Hope, no Bronx, ao norte da ilha de Manhattan, nesta sexta-feira (30).

De acordo com a polícia, o atirador era médico e um ex-funcionário da instituição, identificado como Henry Bello. Ele carregava um rifle e teria se suicidado após o ataque.

Cinco pessoas estão em estado grave. Segundo um funcionário do Corpo de Bombeiros, pelo menos três das vítimas são médicos que trabalham no estabelecimento.

Segundo o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, os feridos graves estão "lutando por suas vidas".

Numa transmissão de rádio, a polícia descreveu o autor dos disparos como um homem alto e magro, que vestia camisa azul e uma bata branca de laboratório.

O incidente ocorreu por volta das 15h (horário local, 16h em Brasília) e os tiros teriam sido disparados nos 16º e 17º andares do hospital.

Uma mulher que estava no hospital para fazer exames de rotina descreveu as cenas de pânico. "Escutamos que havia alguém fazendo disparos. Houve pânico, todo mundo tinha muito medo", explicou a jovem, que se identificou como Maya.

Pelo Twitter, a polícia de Nova York pediu que a área do Bronx Lebanon Hospital fosse evitada. Imagens de televisão mostram o hospital cercado por viaturas da polícia.

O FBI anunciou que, até o momento, não vê ligação do caso com o terrorismo.

O hospital tem 120 anos, cerca de mil leitos e é um dos mais movimentados da cidade de Nova York.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber