Mais lidas
Geral

Rinocerontes raros nascem em zoológico de Chester, no Reino Unido

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dois filhotes de rinoceronte preto oriental raro nasceram nos últimos dias no zoológico de Chester, no norte da Inglaterra. As imagens do nascimento e dos bebês rinocerontes foram divulgadas nesta sexta-feira (30) pelo zoológico. 

"Esses dois nascimentos são um impulso magnífico para o programa de criação de espécies ameaçadas de extinção e oferecem novas esperanças para esses animais maravilhosos. Os rinocerontes negros do leste são uma das espécies de maior importância do mundo e estão à beira da extinção na natureza. Não podemos subestimar a importância desses animais para o futuro de suas espécies", disse Tim Rowlands, curador de mamíferos do zoológico.

No vídeo divulgado é possível ver o nascimento e os primeiros passos bamboleantes de um dos bebês rinocerontes. O primeiro bebê rino nasceu no dia 19 de junho, e o segundo, no dia 26. Com a chegada dos novos rinocerontes, o zoológico de Chester aumentou para dez, consagrando o programa de criação para espécies altamente ameaçadas. 

A UICN) (União Internacional para a Conservação da Natureza) classifica a espécie como criticamente ameaçada de extinção na natureza. Acredita-se que exista menos de 650 dessa espécie em toda a África. 

CAÇA A RINOCERONTES

Em abril deste ano, um tribunal da África do Sul revogou a proibição que vigorava no país ao comércio de chifres de rinoceronte, de acordo com o jornal "The New York Times". A decisão, que foi elogiada pelos criadores comerciais sul-africanos de rinocerontes, despertou a oposição das organizações que lutam pela preservação dos animais.

A decisão pôs fim aos esforços do governo para preservar a moratória que as autoridades haviam imposto ao comércio de chifres de rinoceronte. A ordem parece ter sido expedida no final de março, mas só foi revelada para as organizações noticiosas no dia 5 de abril.

A África do Sul abriga mais de 20 mil rinocerontes, mais de 80% da população mundial da espécie. Acredita-se que cerca de um terço deles pertençam a proprietários privados. É comum que rinocerontes selvagens sejam caçados e mortos por causa de seus chifres, que são usados na medicina tradicional asiática. 

O número de rinocerontes caçados ilegalmente na África do Sul cresceu em 9.000% entre 2007 e 2014, e chegou a um recorde.

Ao contrário das presas de elefantes, os chifres dos rinocerontes podem voltar a crescer depois de removidos, mas os caçadores clandestinos costumam matar os animais antes de removê-los. 

Uma proibição mundial ao comércio de chifres de rinocerontes, imposta por uma convenção das Nações Unidas, continua em vigor. Portanto, mesmo que chifres sejam obtidos legalmente na África do Sul, eles não podem ser exportados ou comercializados legalmente no mercado internacional.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber