Mais lidas
Geral

ATUALIZADA - Defesa de Suzane von Richthofen pede mudança para regime aberto

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A defesa de Suzane von Richthofen entrou com pedido na Justiça para progredir sua pena para o regime aberto. Entre os pré-requisitos para ter direito à progressão, está o cumprimento de um sexto da pena, ter bom comportamento e estar trabalhando. Suzane é funcionária de uma oficina de costura na prisão.

Condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais, Suzane está na Penitenciária Feminina de Tremembé (SP).

O pedido da defesa será julgado pela 2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté. O promotor Paulo José de Palma, responsável pelo caso, deve se pronunciar oficialmente nas próximas semanas.

Ela conseguiu o direito ao regime semiaberto em outubro de 2015, após cumprir 13 anos de prisão. O benefício foi recusado em um primeiro momento já que Suzane preferiu esperar ficar pronta a nova ala destinada a presos do semiaberto no presídio.

Suzane, seu ex-namorado Daniel Cravinhos e o irmão dele, Christian, foram condenados pelos assassinatos de Manfred e Marísia von Richthofen, em 2002. Os irmãos Cravinhos estão no regime semiaberto desde 2013.

Há um ano, a Justiça de São Paulo determinou que a herança da família Von Richthofen seja entregue apenas ao irmão de Suzane, Andreas Albert von Richthofen. Na sentença, o juiz determinou que ela deveria ser excluída da partilha dos bens por considerá-la "indigna".

A herança é calculada em mais de R$ 3 mi. Em 2014, Suzane se casou com Sandra Gomes, condenada a 27 anos pelo sequestro e morte de um adolescente. Mas ela conseguiu a progressão para o semiaberto e se mudou para outra unidade. Suzane depois assumiu o relacionamento com o empresário Rogério Olberg.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber