Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Projeto será enviado ao Congresso para pedir R$ 102 mi para passaportes

Loading...

GERAL

Projeto será enviado ao Congresso para pedir R$ 102 mi para passaportes

MAELI PRADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Ministério do Planejamento afirmou que vai encaminhar ainda nesta quarta-feira (28), ao Congresso, um projeto de lei requisitando crédito de R$ 102,3 milhões para que o fornecimento de passaportes possa ser regularizado.

Segundo a pasta, por conta disso, a entrega de passaportes será regularizada nos próximos dias.

Na noite desta terça (27), a Polícia Federal anunciou a suspensão das emissões do documento por falta de orçamento.

"O governo federal encaminha hoje ao Congresso Nacional Projeto de Lei nº 150/2017 que propõe abertura de crédito suplementar à Lei Orçamentária Anual (LOA-2017) no valor de R$ 102.385.511,00 para o Ministério da Justiça e Cidadania. O crédito irá regularizar os pagamentos para fornecimento de passaportes", diz nota do Planejamento.

De acordo com a pasta, a Comissão Mista de Orçamento pode votar o projeto até sexta-feira (30), e o Congresso na próxima semana. "A abertura de crédito suplementar no orçamento só pode ser feita via projeto de lei e não medida provisória."

O ministério declarou ainda que a abertura de crédito não afeta a meta de resultado primário.

"Cabe informar que a abertura deste crédito não amplia os limites para as despesas primárias estabelecidos pelo Novo Regime Fiscal (Emenda Constitucional nº 95/2016), nem afeta a obtenção da meta de resultado primário fixada para o corrente exercício tendo em vista que se trata de remanejamento de recursos de outras áreas do governo", diz o texto.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias