Mais lidas
Geral

Gestão Doria cita desobediência e multa skatistas após atropelamento

.

DHIEGO MAIA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura Regional da Sé multou, nesta terça-feira (27), os organizadores do "Go Skate Day" em R$ 20,7 mil. O evento, que servia para comemorar o Dia Mundial do Skate, acabou marcado pelo atropelamento de ao menos quatro pessoas na rua Augusta, região central da capital paulista, no último domingo (25).

O argumento para a decisão foi o "desvirtuamento da autorização", já que os participantes se deslocaram antes do horário autorizado, diz o prefeito regional Eduardo Odloak. "Eles não tinham licença para descer antes das 10h30 e foram multados pela desobediência ao acordo."

Odloak afirmou ainda que a iniciativa de dar início ao evento antes do horário previsto "causou transtornos à logística e à segurança dos participantes" que se concentravam no Masp antes de iniciarem o deslocamento em direção ao Vale do Anhangabaú.

O valor da multa leva em consideração o tamanho do evento e a falha cometida. Ainda segundo Odloak, os organizadores terão 30 dias após serem oficialmente notificados para recorrer da multa. À reportagem, o presidente da Associação Skate Day e organizador do evento, Dan Feitosa, disse que ainda não foi notificado, mas que vai pessoalmente à Prefeitura Regional da Sé para cobrar "desvio de culpa".

Feitosa defende que um outro grupo não ligado ao evento organizado por ele pode ter descido a rua Augusta antes do previsto. "Uma pessoa soltou um rojão às 9h30 e um grupo entendeu que era hora de descer", afirmou.

O rojão era o sinal combinado entre os participantes para o início do evento. Feitosa afirmou que a polícia já tem a identificação da pessoa que fez o disparo do rojão.

A prefeitura regional também apura a participação de outros grupos, além da Associação Skate Day. "Se comprovada, é uma situação ainda mais grave porque essas pessoas se organizaram de forma clandestina, sem a autorização dos órgãos competentes", afirma Odloak.

INTERDIÇÃO

A CET afirmou, na segunda-feira (26), que iniciou às 9h a operação na região da Consolação para a realização do evento e que, pela programação definida com os organizadores, os skatistas fariam a concentração no Masp às 10h e iniciariam o percurso apenas a partir das 10h30.

"Com a antecipação do início do trajeto dos skatistas, sem autorização prévia, os agentes da CET acompanharam a movimentação dos skatistas e ordenaram o trânsito das ruas transversais. As vias foram interditadas, com operador ou com cavaletes, para a passagem dos participantes do evento", afirmou a companhia.

Um representante da Federação Paulista de Skate, que pediu para não ter o nome divulgado, também confirmou que a largada do evento aconteceu 45 minutos antes do previsto, por volta das 9h45, mas não soube dizer o porquê.

ATROPELAMENTO

O atropelamento aconteceu por volta das 10h de domingo, quando a rua estava parcialmente interditada para comemorações do Dia do Skate, celebrado mundialmente em 21 de junho. O evento começou na avenida Paulista e terminaria no Vale do Anhangabaú, também no centro.

VÍDEO

Imagens feitas por moradores dos arredores mostram os skatistas descendo a rua e o veículo atingindo diversas pessoas. Um outro vídeo, divulgado apenas na segunda, no entanto, mostrou que o motorista José Ariovaldo Ferreira, 55, teve o carro atingido por skatistas quando a via ainda estava parcialmente liberada para os carros. Pela imagem, o motorista avança pela faixa que estava interditada apenas depois de ser atacado.

Ferreira se apresentou à polícia no início da tarde desta segunda e prestou depoimento por três horas e meia. Ele vai responder em liberdade pelos crimes de lesão corporal dolosa, periclitação de vida e por fugir do local do acidente.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber