Mais lidas
Geral

ATUALIZADA - Motorista atropela skatistas no centro de SP

.

ROGÉRIO PAGNAN

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O motorista de um veículo avançou contra um grupo de skatistas que descia a rua Augusta, na região central de São Paulo, e atropelou ao menos três jovens por volta das 10h deste domingo (25). Nenhuma das vítimas se feriu gravemente.

A rua ficaria interditada das 9h30 às 12h para comemorações do Dia do Skate, celebrado mundialmente em 21 de junho. O evento começou na avenida Paulista e terminaria no Vale do Anhangabaú, no centro.

Imagens feitas por moradores dos arredores mostram os skatistas descendo a rua e o veículo atingindo diversas pessoas. Uma delas fica sobre o teto do carro -na sequência, um grupo passa a perseguir o veículo.

Segundo Edgar Victor, 42, atendente de uma lanchonete na rua Augusta, o atropelamento começou na altura da rua Marquês de Paranaguá e terminou na esquina com a rua Dona Antônia de Queirós, uma distância de 400 metros.

"O carro veio arrastando os skatistas. Tinha gente em cima do capô. Eles começaram a gritar, jogar skate. Quando o carro chegou aqui em cima, os vidros já estavam quebrados. O carro ficou estragado."

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, o homem, ainda não identificado, acelerou contra o grupo com um Ford EcoSport e fugiu sem prestar auxílio aos feridos.

O Corpo de Bombeiros foi ao local e prestou socorro a três homens com ferimentos leves. Uma das vítimas é Gutemberg Araújo, 30, gerente de uma loja de skate na própria rua Augusta. Ele foi socorrido e levado à Santa Casa de São Paulo com suspeita de fratura na perna.

Segundo a irmã do rapaz, a advogada Matilde Alves de Araújo, 33, Gutemberg continuava em observação no começo da noite deste domingo, mas os exames iniciais não apontaram nenhuma fratura.

Ainda assim, Matilde diz que buscará responsabilizar o motorista nas áreas cível e criminal. "Vou me empenhar ao máximo para descobrir quem fez isso e fazê-lo pagar por isso", afirmou ela.

A advogada contou que os policiais já têm a placa do veículo, e a localização do proprietário não deve demorar.

Gutemberg disse à irmã que o carro foi visto minutos antes do acidente pela primeira leva de skatistas que desceu a Augusta. Ele fazia manobras numa rua paralela.

Quando uma segunda turma -na qual estava o gerente- passava pela Augusta, o motorista furou o bloqueio da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e atropelou as vítimas.

A secretaria da segurança informou que, até o fim da tarde, o motorista não tinha se apresentado. Segundo a reportagem apurou, o carro continua alienado em nome de um banco, o Finasa. Há duas multas registradas, ambas cometidas neste ano por excesso de velocidade.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber