Mais lidas
Geral

Exército russo pode ter matado líder do EI em bombardeio, diz ministro

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro da Defesa da Rússia afirmou nesta sexta-feira (16) que um bombardeado, em 28 de maio, pode ter matado o chefe do grupo Estado Islâmico, Abu Bakr Bagdadi.

O bombardeio tinha como objetivo atacar uma reunião dos líderes do EI, em Raqqa, na Síria. Ainda está sendo verificado se o chefe do grupo foi morto no ataque.

De acordo com o comunicado, o contingente militar russo na Síria recebeu no fim de maio informações sobre uma reunião dos dirigentes da organização Estado Islâmico na periferia de cidade.

O encontro teria ocorrido para organizar comboios para a saída de combatentes de Raqqa por meio do corredor sul.

A coalizão organizada pelos EUA, contudo, disse que não poderia confirmar o comunicado russo sobre a morte de Baghdadi.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber