Mais lidas
Geral

ATUALIZADA - Depois do Líbano, 'Mulher-Maravilha' é vetado na Tunísia

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de ser banido no Líbano e do Festival de Argel, na Argélia, "Mulher-Maravilha" teve exibições suspensas na Tunísia.

Segundo a "Variety", o filme chegou a estrear em dois cinemas, mas acabou tendo as projeções suspensas depois que uma associação de advogados entrou com um processo contra a estreia do blockbuster, protagonizado pela israelense Gal Gadot.

Os advogados da Associação Tunisiana de Jovens Advogados acusam a atriz de ser "campeã sionista" -referência ao movimento internacional judeu que resultou na formação do Estado de Israel.

O filme deve estrear no Egito, Marrocos e Emirados Árabes.

LÍBANO

O Ministério do Interior do Líbano proibiu a estreia do filme "Mulher-Maravilha" nos cinemas no dia 31 de maio devido a naturalidade israelense de Gal Gadot.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber