Mais lidas
Geral

Doria zera fila de pré-escola mas tem desafio maior com procura por creche

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A gestão João Doria (PSDB) anunciou que conseguiu zerar a fila atual por vagas em pré-escola, que atende crianças de 4 a 5 anos.

O número de crianças matriculadas chegou, em maio, a 223.393 nesta etapa. Em dezembro, eram 215.049 - o que dá um saldo de 8.344 novas vagas.

A prefeitura ainda tem pela frente a promessa de criar 65 mil vagas em creches (para crianças de 0 a 3 anos) até março do ano que vem. Por enquanto, nenhuma nova creche foi inaugurada, mas a secretaria de Educação diz que conseguiu ampliar mais de 4 mil vagas neste ano com adequações de gestão referentes à demanda.

Esperam por vagas em creche na cidade 87 mil crianças. O total de matrículas em creche é de 287.122. Esses dados são de março.

De acordo com a prefeitura, não há mais crianças na fila por pré-escola. A informação foi divulgada pelo jornal "O Estado de S. Paulo".

O atendimento à demanda foi alcançado, segundo a pasta, a partir de ações que aproveitaram as escolas existentes. A prefeitura fez uma auditoria para aproveitar espaços ociosos nas unidades, "ampliando o número de escolas a que cada criança concorria e ativando no sistema a localização por mapa dos endereços de cadastro que não eram reconhecidos, por exemplo".

Foram incluídas na rede 7.599 crianças com essa iniciativa,

A prefeitura ainda fechou salas de apoio pedagógico, como brinquedotecas, salas de leitura e salas de informática, para criar novas turmas. Passaram por esse processo 33 escolas, como revelou a Folha de S.Paulo em maio. A ação teria gerado 2.077 matrículas.

A oferta de transporte escolar de estudantes para unidades além de 2 km de suas residências possibilitou o atendimento de mais 872 alunos. Os pais foram consultados.

A gestão Doria informa que a fila por vagas na pré-escola chegou 10.548 crianças em fevereiro. Os dados sobre demanda escolar, divulgados no site da prefeitura a cada três meses, mostram que, em dezembro de 2016, eram de 1.269. Em março deste ano, eram 4.352.

A rede registra pré-escolas com proporção de alunos por sala maior do que exige norma municipal. Em alguns, há até 35 alunos por sala -a norma fala de no máximo 29 alunos.

A fila por vagas na educação infantil (que inclui creche e pré-escola) varia ao longo do ano. O secretário de Educação, Alexandre Schneider, promete atender às novas demandas daqui por diante no prazo de um mês.

A universalização do acesso à pré-escola tornou-se obrigatório depois de uma emenda constitucional aprovada em 2009. O prazo final para isso terminou em 2016, último ano da gestão do ex-prefeito Fernando Haddad (PT).

Durante os quatro anos do mandato petista, foram criadas 35 mil vagas. O total de matrículas passou de 183.257, em dezembro de 2012, para 215.049, em dezembro de 2016.

CRECHES

Com relação às creches, a prefeitura espera terminar este ano com novas 43 mil novas vagas em creche. O restante (cerca de 20 mil) seria alcançado nos primeiros três meses de 2018.

O plano até agora é a aposta na rede conveniada. Obras de 28 novas creches, herdadas da gestão passada, estão paradas por falta de recursos.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber