Mais lidas
Geral

Candidato ao Congresso americano é acusado de agredir repórter

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um candidato republicano de Montana ao Congresso dos EUA foi acusado de agredir um repórter horas antes de as urnas serem abertas nesta quinta-feira (25) para uma eleição especial que pode testar a influência política do presidente Donald Trump.

O incidente entre Greg Gianforte, que concorre no pleito para a única vaga do seu Estado na Câmara dos Representantes, e o jornalista Ben Jacobs, correspondente do jornal inglês "The Guardian", ocorreu na quarta-feira (24) em um comício de campanha na cidade de Bozeman, em Montana, segundo a publicação.

Ben Jacobs estava tentando perguntar a Gianforte algo sobre assistência médica, de acordo com um áudio capturado pelo correspondente do jornal britânico.

"Greg Gianforte simplesmente pulou em mim e quebrou meus óculos", escreveu Jacobs em seu perfil no Twitter. Ele foi levado para o hospital e recebeu alta mais tarde, informaram os meios de comunicação.

A repórter da "Fox News" Alicia Acuna, que estava se preparando para entrevistar Gianforte, disse que o candidato "agarrou Jacobs pelo pescoço com ambas as mãos e jogou-o no chão".

Acuna, sua produtora e uma fotógrafa, "então assistiram, descrentes, quando Gianforte começou a bater no repórter", escreveu a jornalista no site da "Fox News".

Gianforte tem até 7 de junho para comparecer a um tribunal do condado de Gallatin. Ele pode receber multa de US$ 500 e seis meses de prisão se for condenado.

O episódio aumentou a tensão na eleição especial no Estado de Montana, tradicionalmente um reduto republicano. Na atual eleição, porém, as pesquisas mostram um cenário mais difícil do que o esperado para o partido de Trump,

O pleito foi convocado para preencher a vaga deixada pelo republicano Ryan Zinke, nomeado como secretário do Interior (responsável por parques nacionais) pelo presidente Donald Trump.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber