Mais lidas
Geral

ATUALIZADA - Secretária de Doria entrega cargo após discordar de ação na cracolândia

.

SÓ PODE SER PUBLICADO COM ASSINATURA

MÔNICA BERGAMO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A secretária municipal de Direitos Humanos de São Paulo, Patrícia Bezerra, comunicou na noite desta quarta (24) ao prefeito João Doria (PSDB) que está deixando o cargo.

Ela entregou carta ao prefeito na qual informa sua "decisão em caráter pessoal e irrevogável" de sair da função, que ocupava desde o início da gestão, em janeiro.

Em vídeo que veio a público mais cedo, Patrícia diz em uma reunião com representantes de movimentos sociais que a operação de domingo (21) na cracolândia foi "desastrosa".

"Agora a besteira já está feita", afirmou no encontro. O vídeo foi feito por algum dos participantes da reunião, realizada nesta quarta, e circula em grupos de WhatsApp.

"Estou incomodada tanto quanto vocês. Também acho injusto", disse Patrícia aos participantes.

A secretária deixou claro para o prefeito que discorda da forma como a ação foi feita e que considera estar havendo violações de direitos.

"Diante das dificuldades que tenho enfrentado há algum tempo para dar prosseguimento à agenda de direitos humanos e ao atendimento humanizado à população mais vulnerável de São Paulo, deixo o cargo, mas nunca a convicção em uma cidade que garanta o respeito à pessoa humana", escreveu Patrícia no texto entregue a Doria.

Ela, que também é filiada ao PSDB, informou ainda ao prefeito que está à disposição para elaborar um plano de transição na pasta.

Patrícia Bezerra agora volta à Câmara Municipal, já que no ano passado foi reeleita vereadora. Ela se licenciou do Legislativo para assumir a secretaria.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber