Mais lidas
Geral

Chuva e insatisfação política marcam show em tributo a Roberto Carlos

.

THAIZA PAULUZE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A rainha do sertanejo Roberta Miranda fez um tributo especial a outro rei: Roberto Carlos. É a primeira vez que a cantora apresenta ao público um show com as músicas do CD "Roberta canta Roberto", gravado em 2014, quando comemorou 25 anos de carreira.

Fã assumida do rei, Roberta diz se emocionar sempre que canta sua música preferida, "Como é grande o meu amor por você". Neste domingo (21), no palco do Vale do Anhangabaú (região central de São Paulo), pediu ao público que cantasse à capela o refrão, enquanto gravava tudo no celular para publicar nas redes sociais.

Ela também interpretou outros grandes sucessos do cantor, como "Eu te darei o céu", "Se você pensa", " Quando", "Detalhes" e "Nossa Senhora", todas acompanhadas com animação pela plateia.

Embora fosse um tributo, Roberta disse à reportagem ter sido cobrada nas redes sociais a cantar também suas próprias canções. "Se não cantasse pelo menos 'A Majestade, o Sabiá' e 'Vá com Deus', meus fãs me matariam. É 99% Roberto, mas aquele 1% é para os meus fãs", brincou, fazendo referência à música "Aquele 1%", de Marcos e Belutti e Wesley Safadão.

Nem a chuva forte desanimou o público de cerca de 400 pessoas, presenteado com rosas brancas durante a última música, como faz Roberto Carlos.

A cantora aproveitou para criticar também os políticos investigados pela Operação Lava Jato. "Está na hora de tomar as rédeas do país e de o povo mostrar a que veio, porque eles estão roubando o nosso dinheiro". O público reagiu gritando "Fora, Temer".

FÃS ENLOUQUECIDOS

Ainda faltavam duas horas para o show começar e Elisa Garcia Costa, 62, já estava sentada na cadeira desmontável que trouxe, segurando um guarda-chuva. "Quando começar, vou ficar em pé porque quero pular muito", disse a integrante do fã clube O sol da minha vida, que veio de Atibaia, na região metropolitana de São Paulo, para assistir à Roberta Miranda.

Ela criticou a falta de informação sobre o endereço do palco de Tributos, chamado de "Boulevard São João". "Ninguém sabia direito onde era, porque não tinha um endereço. Nos perdemos antes de conseguir chegar aqui."

Alguns fãs fizeram longas viagens para ver a cantora. Bernadete Vieira de Lima, 58, levou sete horas de Ribeirão Preto até a capital. E Rose Miranda, 51, veio de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, mas conseguiu pegar uma rosa branca jogada por Roberta.

De cadeiras de rodas, Paulo Olímpio, 53, que acompanha Miranda há 30 anos, recebeu um agradecimento pessoal da cantora. "Ela me deu forças e foi muito presente quando tive um câncer de pulmão, em 2010", disse, emocionado.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber