Mais lidas
Geral

Conselho de Segurança fará reunião emergencial sobre a Coreia do Norte

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Conselho de Segurança da ONU convocou para a próxima terça-feira (23) uma reunião de emergência sobre a Coreia do Norte depois que o país testou um novo míssil neste domingo (21), anunciou a representação uruguaia.

O encontro foi convocado a pedido de Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul, segundo a missão do Uruguai, que ocupa a presidência rotativa do órgão no mês de maio.

A Coreia do Norte disparou neste domingo (21) um míssil de médio alcance que voou por cerca de 500 km, segundo oficiais dos EUA e da Coreia do Sul. O país trabalha para acelerar seu desenvolvimento de mísseis e de armas nucleares.

O míssil foi disparado de uma área em Pukchang, no centro da Coreia do Norte, e atingiu o mar ao cair, disse o governo sul-coreano.

O dispositivo tem capacidade de voar a até 560 km de altitude. Como comparação, a altitude de cruzeiro, usada por aviões comerciais, é de 11 km de altura.

Oficiais da Casa Branca disseram, em condição de anonimato, que o míssil testado neste domingo tem alcance menor do que os aparatos usados nos últimos recentes testes feitos pelo regime de Kim Jong-un.

Em fevereiro, a Coreia do Norte disparou um míssil de combustível sólido chamado de Pukguksong (Polaris)-2, uma versão terrestre de um míssil submarino. Ele também viajou cerca de 500 km até cair no mar.

O teste de fevereiro alarmou os países vizinhos porque mísseis de combustível sólido podem ser disparados de forma mais discreta e rápida do que os que usam combustível líquido.

O novo presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, chamou uma reunião do Conselho de Segurança Nacional para discutir as implicações do lançamento deste domingo.

Em Tóquio, o premiê japonês Shinzo Abe disse que o lançamento foi um "desafio para o mundo" e que o ato atropela os esforços internacionais para resolver a questão nuclear norte-coreana de forma pacífica e pediu para que a questão esteja entre os pontos principais do encontro do G7 que será realizado nesta semana na Itália.

Neste mês, a Coreia do Norte testou com sucesso um novo tipo de míssil de médio alcance capaz de carregar um aparato nuclear pesado. Especialistas disseram que o foguete voou mais alto e por mais tempo que qualquer outro míssil já testado pela Coreia do Norte e que ele poderia um dia atingir alvos no Alasca e no Havaí.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber