Mais lidas
Geral

Estudante atingido por policial em GO recebe alta após segunda cirurgia

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estudante Mateus Ferreira da Silva, 33, agredido durante uma manifestação da greve geral em Goiânia, teve alta médica neste sábado (20) do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), onde foi submetido à segunda cirurgia depois da agressão.

O procedimento foi necessário para reparação de falha óssea frontal, localizada na região acima da sobrancelha.

Segundo nota divulgada pelo hospital, Mateus estava internado em um leito de enfermaria, orientado, consciente e respirando de forma espontânea. Em boas condições clínicas, ele teve alta às 8h30 e vai se recuperar em casa.

Mateus foi atingido com um cassetete pelo capitão da Polícia Militar Augusto Sampaio. Com o impacto, o objeto partiu ao meio. Ele ficou internado por 13 dias a primeira vez, quando foi submetido à primeira cirurgia para reparação de ossos frontais.

Na quarta-feira (17) voltou a ser internado para o segundo procedimento cirúrgico, realizado no dia seguinte.

O capitão acusado de agredir o estudante foi afastado das funções, mas continua trabalhando em funções administrativas internas. O caso é investigado e o período para a conclusão da averiguação é de 30 dias após a abertura do inquérito. Se houver denúncia, o capitão será encaminhado à Justiça Militar.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber