Mais lidas
Geral

Prefeito conservador de Teerã se retira da disputa presidencial no Irã

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito conservador de Teerã, Mohamed Bagher Ghalibaf, se retirou nesta segunda-feira (15) da disputa na eleição presidencial de 19 de maio e pediu votos para o religioso Ebrahim Raisi, principal rival do atual presidente Hassan Rowhani.

"O mais importante neste momento é preservar os interesses do povo, do país e da revolução, assim como a unidade das forças revolucionárias", afirma Ghalibaf em um comunicado publicado pela imprensa iraniana.

"Peço a todos os meus partidários que apoiem meu irmão, Ebrahim Raisi", completa. "Espero que esta decisão seja o começo de uma evolução econômica em benefício dos deserdados e dos necessitados", completou.

Com a retirada de Ghalibaf, dois candidatos conservadores permanecem na disputa contra o presidente moderado Rowhani: Ebrahim Raisi e Mostafah Mirsalim, este último praticamente desconhecido pelos eleitores.

Es-Hagh Jahanguiri, candidato reformista e primeiro vice-presidente do Irã, também pode anunciar a retirada de seu nome e pedir votos para o atual presidente.

Outro candidato reformista, Mostafah Hashemitaba, já pediu votos para Rowhani. Após desistência de Ghalibaf, a eleição presidencial de sexta-feira (19) será essencialmente um duelo entre Rowhani e Raisi.

O pleito é visto em grande parte como um referendo sobre o acordo nuclear de 2015 assinado com as potências mundiais. Esse acordo fez com que o Irã limitasse seu enriquecimento de urânio em troca do levantamento de algumas sanções econômicas.

Apesar de Rowhani permanecer como o favorito da disputa, a maioria dos iranianos ainda não viu os benefícios do acordo nuclear. Raisi tem feito campanha nesse sentido, propondo políticas populistas, que se mostraram populares no país no passado.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber