Facebook Img Logo
Mais lidas
Geral

ATUALIZADA - Polícia detém homem após tumulto na região da cracolândia, no centro de SP

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os moradores de rua fizeram barricadas e atearam fogo no início da tarde desta quarta-feira (10) para impedir o avanço da GCM (Guarda Civil Metropolitana) e da Polícia Militar na região da cracolândia, na região central de São Paulo. Um homem foi detido.

A Polícia Militar afirmou que foi acionada por volta do meio-dia pela GCM depois de um registro de furto de celular na região. Para impedir o avanço da Tropa de Choque, os moradores de rua pegaram pedaços de madeira e pneus velhos e atearam fogo ao longo da alameda Dino Bueno com a rua Helvétia.

Por volta das 13h, a polícia começou a lançar bombas de efeito moral e gás, para dispersar os moradores de rua –alguns usuários de drogas reagiram e atacaram pedras nos policiais.

Alguns comerciantes da rua General Osório com avenida Rio Branco fecharam as lojas com medo do confronto na região da cracolândia e de possíveis saques.

Houve confusão e corre-corre dos moradores de rua. Durante o tumulto, um fotógrafo teve o celular e a carteira roubados. Segundo a PM, um homem foi detido por atirar contra a corporação.

Por volta das 13h20, a polícia já havia controlado a situação, mas ainda permanecia no local para fazer vistoria nas barracas e nas ruas do entorno da cracolândia. O caso foi registrado no 77° DP (Santa Cecília).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Geral

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber