Geral

Guarda-civil morre baleado em frente à escola na zona leste de São Paulo

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um guarda-civil metropolitano foi morto a tiros em frente a uma escola na tarde desta terça-feira (9) na região de Lajeado, na zona leste de São Paulo. Dois adolescentes foram detidos.

De acordo com a polícia, uma funcionária da escola Eliza Mara Torres, na rua Baía de Caeté, alertou os guardas-civis de que um grupo de jovens estava chutando a porta da unidade.

Os guardas-civis conversavam com os jovens para que eles parassem quando dois adolescentes armados chegaram. Segundo a polícia, houve troca de tiros e o guarda-civil Marcos Roberto de Oliveira, 49, foi atingido por quatro deles, sendo um na cabeça. Ele foi encaminhado para o pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina, em Itaquera, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a polícia, a guarda-civil Andreia Maria realizou disparos contra o grupo e um tiro atingiu um dos adolescentes, de 16 anos, que chegou a fugir, mas foi recapturado. Um outro adolescente, também de 16 anos, foi detido.

Marcos Roberto de Oliveira estava na GCM (Guarda Civil Metropolitana) desde setembro de 2011. Ele será enterrado na tarde desta quarta-feira (10) no Mausoléu da GCM, no cemitério do Araçá, na zona oeste de São Paulo.

Em nota, a Secretaria Municipal de Segurança Urbana e a Guarda Civil Metropolitana lamentaram a morte do agente. O caso foi registrado como homicídio qualificado no 67º DP (Jardim Robru).