Geral

Gabriela Spanic, de 'A Usurpadora', relembra época em que foi envenenada

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - No Brasil para uma série de shows, a atriz venezuelana Gabriela Spanic relembrou a época em que foi envenenada pela própria assistente, Maria Celeste, em 2010.

Em entrevista ao "Programa do Porchat" (Record), a protagonista da novela "A Usurpadora" disse que não somente ela, mas sua família e alguns funcionários passaram seis meses consumindo cloreto de amônia sem desconfiarem.

"Envenenou minha mãe, minha irmã, meu filho. Ele era um bebê", contou. "Ela colocou cloreto de amônia na comida de todos."

A assistente ficou presa por dois anos depois que o envenenamento foi descoberto por meio de exames médicos. Gabriela disse ainda haver sequelas em seu corpo.