Mais lidas
Geral

Doria grava mensagem em francês e parabeniza Macron pela vitória

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um homem com bom trânsito entre empresários, que aspirou à Presidência e se apresentou como um novo rosto na política. A história é a de Emmanuel Macron, eleito neste domingo (7) para comandar a França pelos próximos cinco anos.

Nesta segunda-feira (8), o centrista foi o destinatário de uma mensagem do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), apontado como possível candidato na eleição presidencial de 2018.

Falando em francês, o tucano, que morou dez anos na França acompanhando o exílio do pai, publicou em uma rede social vídeo parabenizando Macron pela vitória.

"Como prefeito de São Paulo, quero cumprimentar o senhor presidente pela brilhante vitória conquistada por meio do voto soberano dos franceses", disse Doria, para em seguida desejar que o novo mandatário faça uma "excelente gestão" e avance nas relações "comerciais, institucionais e culturais entre a França e o Brasil"

Aos 39 anos, Macron conseguiu ser escolhido para morar no Palácio do Eliseu após passar por diversos cargos na administração pública e comandar o Ministério da Economia.

Após fundar um movimento independente, o En Marche!, surpreendeu o país em uma eleição na qual os dois partidos mais tradicionais ficaram, pela primeira vez em décadas, fora do segundo turno.

Vinte ano mais velho, Doria foi eleito com um discurso de ênfase em gestão. Empresário, atuou grande parte da vida no setor privado, mas sua carreira registra passagens pela presidência da Embratur, no governo José Sarney, e na área de turismo do governo paulista na gestão Mario Covas.

Com a repercussão das operação Lava Jato sobre figuras do PSDB, passou a ser cotado para disputar a eleição.

Recentemente, Doria tem dado diversas declarações críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que lidera as pesquisas de intenção de voto para presidente.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber