Geral

Ex-empresário de Alanis Morissette é condenado à prisão por roubo

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Jonathan Schwartz, ex-empresário da cantora canadense Alanis Morissette foi condenado a 6 anos de prisão e terá que pagar US$ 8,65 milhões, aproximadamente R$ 27,45 milhões, de acordo com o site americano "Variety".

"Ele não roubou apenas US$ 5 milhões de mim, ele roubou um sonho", disse Morissette à publicação e afirmou que Schwartz costumava chorar quando ela o questionava sobre suas finanças, "tirando vantagem da minha natureza empática".

Em janeiro, Schwartz admitiu ter roubado cerca de US$ 5 milhões da cantora e mentir ao afirmar que o dinheiro foi utilizado para cultivar maconha.

Schwartz também se declarou culpado de ter desviado mais de US$ 1,7 milhões de outra celebridade não identificada e de um atleta.